FIT – BH: Quiet representa Israel

Nanda Rovere, do www.mondobhz.com.br/fit-bh-2012, parceiro do Aplauso Brasil na cobertura do FIT- BH

De Israel para Belo Horizonte

BELO HORIZONTE – Israel está presente nos noticiários devido aos conflitos já existentes, mas temos poucas oportunidades para conhecer a produção artística do país. Quiet reflete o clima de instabilidade vivido pelos cidadãos e prega a paz entre os povos. Segundo a sinopse do espetáculo, a encenação é inspirada na realidade dos atores da montagem, que são árabes e judeus: um cotidiano em que o choque não permite que haja tranquilidade; o clima é tenso, apesar de muitas pessoas sonharem com uma vida pautada pela calma e pelo fim do medo.

Através do corpo, os atores expressam a instabilidade gerada pela guerra entre Israel e a Palestina. Textos e gritos de desespero são ouvidos durante a apresentação. Dança e teatro se unem. Os movimentos são incessantes, vigorosos e precisos.

Apesar do tema ser interessante, o entendimento do significado dos gestos e dos movimentos é complicado, o que torna a encenação cansativa. São 4 atores em cena, que ora interagem, ora dançam solitários. O tempo passa devagar e as cenas são demoradas.

Durante uma hora de apresentação, o público acompanha coreografias que sugerem um ciclo incessante entre guerra e paz. Brigas dão lugar a encontros harmônicos, mas logo em seguida há outro momento de tensão. Há tentativas de uma relação mais próxima, de toque físico, mas há muita dificuldade de integração, visto que os indivíduos parecem perdidos e enfurecidos, com receio de se entregarem a um relacionamento mais íntimo.

Um contínuo barulho de mar, no início da apresentação, dá lugar a uma trilha intensa e repetitiva, que perturba e irrita, sensações que remeteM o espectador ao espírito conturbado de uma guerra. Quiet nasceu do desejo dos integrantes do Grupo Arkadi Zaides de propor uma reflexão sobre a situação do Oriente Médio e clama por mudanças, que garantam à população uma vida sem violência. É um espetáculo que merece respeito devido ao seu caráter pacificador.

DETALHES

Grupo: Arkadi Zaides (Israel) Gênero: drama Direção e coreografia: Arkadi Zaides Elenco: Muhammed Mugrabi, Yuval Goldstein, Ofir Yudilevitch, ArkadiZaides Música: Tom Tlalim Duração: 1 hora / classificação indicativa: livre

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*