Fringe, mostra paralela do Festival de Curitiba, é cancelada

SÃO PAULO – O Festival de Curitiba, com quase 30 anos de história, tradicionalmente acontece entre março e abril, mas por conta da pandemia de Covid-19 a edição foi adiada para setembro. Mas na semana passada, as produções que participariam da Fringe, mostra paralela que leva muita gente ao Festival e lota a cidade de arte, receberem um comunicado que para o bem de todos a Fringe não aconteceria.

O Festival de Curitiba, com a mostra oficial e as outras atividades que envolvem humor, gastronomia e mostra infantil, por exemplo, até então continuam. Não houve um comunicado oficial e a última postagem no Instagram da Mostra trata sobre os shoppings fecharem e os assuntos relacionados aos ingressos, já havia bilheteria dentro de centros de compras.  A postagem é do dia 16/03.

Veja abaixo a nota enviada às produções:

 

“Olá artistas e parceiros do Fringe,

Como vocês já sabem, a 29ª edição do Festival de Curitiba foi adiada devido aos riscos de propagação do Covid 19, por meio do novo Coronavírus, que tem causado problemas graves de saúde no Brasil e por todo o mundo.

A questão já acarretou vários problemas nas mais diferentes áreas, o que inclui de forma intensa o setor da cultura e do entretenimento.

Por causa disso e após uma rigorosa análise, nossa equipe comunica que excepcionalmente na edição de 2020 o Fringe não mais acontecerá.

Uma decisão muito difícil para todos que fazem o Festival de Curitiba acontecer e que sabem dar a importância desta alegre, plural e democrática mostra.

Agradecemos a parceria até aqui e a compreensão de todos nesse momento de apreensão e de tomada de decisões drásticas. Temos certeza que na próxima edição o Fringe será ainda mais vibrante.

 

Meu muito obrigado!”

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!