FTC: Fringe recebe peças do projeto português Faunas – Teatro Portátil

João Manuel Mota*, para o Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

fiandeira_olhos_nos_dedos_la_la_la-fotos_rafaela_vilao_e_margarida_fidalgo_pais-01
Fiandeira

CURITIBA – Vem diretamente de Portugal o espetáculo Fiandeira que encantou o público infantil que foi ao Teatro Eva Hertz, na programação do Fringe no Festival de Teatro de Curitiba. A atriz Izabel Fernandes Pinto e o músico Joaquim Pavão trouxeram para o Brasil esse espetáculo que é resultado do projeto intitulado Faunas – Teatro Portátil. 

Uma contadora de histórias com saia feita de várias camadas e um músico com violão executando peças especialmente compostas a para o espetáculo bastam para contar a história da ovelha Mimi. A contadora se coloca sobre um tecido que lembra a textura da lã. O tecido esta suspenso ao fundo do palco e se estende pelo chão até a boca de cena. Hora sentada ou em pé sobre um banquinho, ora percorrendo o espaço, a atriz se utiliza de dinâmicas corporais e desenhos de voz para desenvolver uma narrativa a cerca da atividade de fiar e do ciclo da lã.

“Partimos de uma das atividades mais antigas e belas da nossa cultura: a fiação, integrada no ciclo da lã. Pretendemos que este trabalho estabeleça uma ponte entre esse passado longínquo em que as vestes eram feitas em casa, vinham das mãos das mulheres de cada família, e este presente de “pronto a vestir” onde o traballho manual se resume aos botões das máquinas6”, esclarece, a companhia, em texto de apresentação do espetáculo.

A equipe do Aplauso Brasil acompanhou uma das apresentações desse espetáculo e constatou que apesar do numero reduzido de espectadores, o espetáculo provocou reações positivas, principalmente nas crianças e nos pais que as acompanhavam. Uma turminha do mesmo colégio pode assistir essa apresentação e mesmo com as diferenças linguísticas entre o português de Portugal e o Brasileiro ficaram atentas até o ultimo segundo. Final que levou a menina Sofia de 6 anos à exclamar: “Achei maravilhoso!”.

As mães, entre elas a médica Thais (36), combinaram entre si de levarem os filhos que estão na mesma faixa etária de Sofia, mais ou menos. “Eles acompanharam tudo, e mesmo sem entender algumas coisas, a forma que ela conta nos faz compreender a história”, cometou.

Primeira vez no Brasil

historias_de_animais_para_outros_que_tais-fotos_rafaela_vilao-01
Histórias Animais Para Outros Que Tais

É a primeira vez o Projeto Faunas – Teatro Portátil vem ao Brasil. Fiandeira é a segunda peça de uma trilogia intitulada Fios do Tempo, em que o grupo explora os universos de atividades econômicas marcantes da história dos portugueses. O espetáculo estreou em janeiro de 2012 na cidade do Porto, em Portugal. Desde então percorreu o pais, em teatros, espaços alternativos como praças e inclusive em escolas.

O Faunas também trouxe ao Festival de Teatro de Curitiba o espetáculo Histórias de Animais Para Outros Que Tais, composto por quatro histórias em forma de cordel. Dessa forma, a peça homenageia a cultura dessa literatura tão popular no Brasil, principalmente na região nordeste.

Histórias de Animais Para Outros Que Tais ainda será apresentado nesse sábado (07), às 20h, e domingo (07), às 19h.

*João Manuel Mota está a convite do Festival de Teatro de Curitiba

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*