Gabriel Villela: Mais de vinte anos de carreira, mais de vinte prêmios!!!

Maria Lúcia Candeias*, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Walderez de Barros protagoniza "Hécuba"

SÃO PAULO – É o caso de Gabriel Villela. A maioria das premiações referentes as suas, em geral, brilhantes encenações, como essa atual Hécuba, de Eurípedes, em cartaz no Teatro Vivo, além dos incontáveis prêmios como figurinista e, também, cenógrafo. Essa amplitude de conhecimento talvez explique os fantásticos acertos dessa extraordinária tragédia grega, do século V a.c., que sob seu comando enche os olhos, ouvidos e o coração.

Pessoas mais tocadas por essa experiência, como eu, provavelmente terão momentos em que julgam estar diante de um coro grego original.  Vários motivos: coro extremamente afinado. Canções desconhecidas e bonitas, em língua diferente, mérito também de Babaya e Ernani Maletta.

Máscaras e adereços de Shicó do Mamulengo, Giovanna Vilela e José Rosa. Figurinos deslumbrantes utilizando tecidos que não se tem certeza se são africanos ou orientais (assinados pelo diretor).Elenco de "Hécuba" - foto de João Caldas

Como se isso fosse pouco, os atores-cantores arrasam. Destacam-se aqueles que incorporam as principais personagens. Walderez de Barros continua com tudo em cima, mas a rodeiam jovens muito talentosos e promissores: é o caso de Nábia Villela (linda, voz excelente) e Luiz Araújo que se encarregam dos filhos de Hécuba. Todos dão conta do recado incluso os menos jovens como Léo Diniz, Fernando Neves e Flávio Tolezani.

Vale destacar ainda a cenografia, assinada por Márcio Vinícius, de super bom gosto, discreta e totalmente funcional. Nota dez.

Por tudo o que foi dito, é pra lá de imperdível.

Não deixe de ver.

LEIA TAMBÉM

Ficha técnica

Texto – EURÍPIDES. Tradução – MÁRIO DA GAMA KURY – Direção, Adaptação e Figurinos– GABRIEL VILLELA. Assistência de direção– CÉSAR AUGUSTO e IVAN ANDRADE. Elenco– Walderez de Barros, Flávio Tolezani, Fernando Neves, Luisa Renaux, Léo Diniz, Luiz Araújo, Rogério Romera, Nábia Villela e Marcelo Boffat Cenografia – MÁRCIO VINÍCIUS. Adereços – SHICÓ DO MAMULENGO. Desenho de luz – Miló Martins. Preparação vocal – BABAYA.Antropologia da voz – FRANCESCA DELLA MONICA. Direção musical e arranjos vocais – ERNANI MALETTA. Preparação corporal – RICARDO RIZZO.

Serviço

Teatro VIVO – Av Chucri Zaidan, 860, Morumbi. HÉCUBA – De 18 de novembro a 18 de dezembro. Teatro Vivo. Temporada. sextas às 21h30, sábados às 21h e domingos às 20hIngressos: R$ 40,00 às sextas e domingos e R$ 60,00 aos sábados – http://ingressorapido.com.br. Fone- 4003-1212, ou diretamente na bilheteria do teatro. Duração: 60 min. Capacidade do teatro: 290 lugares. Classificação etária 12 anos. Estacionamento com manobrista: R$15,00 (só dinheiro) Bilheteria: aberta de terça a quinta  das 14h às 20h e  de sexta a domingo, das 14h até o início do espetáculo. Tel: 7420-1520 Aceita todos os cartões.

*Doutora em teatro pela USP e Livre Docente pela Unicamp

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.