Galpão Cine Horto assina a curadoria da Mostra Grupos de BH: Teatro para ver de Perto

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com.br)

"A Projetidta'
“A Projetista”

CURITIBA – Grupos de BH: Teatro para ver de Perto faz parte da programação do Festival de Teatro de Curitiba, que acontece na capital paranaense entre os dias 26 de março a 07 de abril. O evento faz parte do Fringe, que este ano está na sua 15a. edição e apresenta 368 espetáculos dos mais diferentes gêneros e de 19 Estados brasileiros, além do Distrito Federal.

"A Noite Devora Seus Filhos"
“A Noite Devora Seus Filhos”

O Galpão Cine Horto é um centro cultural criado pelo Grupo Galpão na cidade de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Está completando quinze anos de atividades e desde a sua fundação, promove a pesquisa e a formação profissional de artistas, além de estimular a criação teatral.

Entre os destaques está o espetáculo A Projetista, que tem direção de Cristiane Paoli Quito (da Cia Nova Dança 4, de São Paulo) e assistência de direção de Lydia del Picchia, do Grupo Galpão.

A Projetista traz ao palco a bailarina Dudude , que com poucos objetos de cena, busca através de experimentos corporais, preencher o vazio do mundo através de movimentos e indagações.

A peça já passou por São Paulo, Recife e festivais do interior de Minas. Fica em cartaz em Curitiba entre os dias 30 de março e 1 de abril, no Teatro Novelas Curitibanas, que receberá os artistas da Mostra.

A Noite Devora Seus Filhos é outro destaque.  Fez parte do Festival de Cenas Curtas Galpão Cine Horto (2012) e coloca em cena a trajetória de uma mulher que vive das suas lembranças e narra  histórias de pessoas que cruzaram seu caminho desde a infância.

"Quinze Centímetros"
“Quinze Centímetros”

O texto, de Daniel Veronese, discute a necessidade da preservação da memória e da poesia mesmo num mundo cruel; ressalta a importância dos diálogos e do afeto  nas relações humanas.

Em cena estão as atrizes Gláucia Vandeveld eRenata Cabral e a direção é de Gustavo Bones, Alexandre de Sena, Gláucia Vandeveld,Mariana Maioline e Renata Cabral. As apresentações acontecem nos dias 3 e 4 de abril.

Sinopse e ficha técnica dos espetáculos participantes da Mostra Teatro para ver de Perto:

ENTRE NEBULOSAS E GIRASSÓIS – COMPANHIA TEATRO ADULTO

Um homem solitário, despojado de esperanças, aprende a controlar seus sonhos e gradativamente desiste de viver. No mundo onírico que inventa ao se deitar, existe uma mulher, que o ama, e tudo parece ser perfeito ao extremo. Mas o homem não passa incólume diante da absoluta submersão em tal universo, onde realidade e ficção se enleiam indistintamente.

Texto: Rafael Neumayr

Direção: Cynthia Paulino

Elenco: Julia Marques, Luiz Arthur e Rafael Neumayr

QUINZE CENTÍMETROS

Algo semelhante a um romance, onde a mulher, cansada de submeter-se ao marido, planeja uma vingança surreal. Guerra dos sexos? Feminismo? Freud explica? Sarah encontrou a solução para a explosão demográfica!

Direção: Coletiva

Atuação: Alexandre Hugo e Bruna Betito

Coreografia e Movimentação Cênica: Rodrigo Antero

MEMÓRIAS EM IMPROVISOMANO A MANA

Interpretada pelos irmãos Marcos e Karina Souza, “Memórias em Improvisos” resgata lembranças do pai, músico e compositor Chico Mário, irmão de Betinho e Henfil. O espetáculo é um misto de movimentos, sons e interpretações com música, dança e teatro.

Roteiro e direção: Chico Pelúcio

Piano e direção musical: Marcos Souza

Teatro/dança e coreografia: Karina Souza

OS ANCESTRAIS – GRUPO TEATRO INVERTIDO

Sexta montagem do Grupo Teatro invertido, “Os Ancestrais” conta a história de uma família brasileira que se constrói com os destroços de suas relações e com os destroços do país.

 

Texto e direção e texto: Grace Passô

Atuação: Dimitrius Possidônio, Kelly Crifer, Janaína Morse, Leonardo Lessa e Rita Maia

Cenário: Fernando Marés

POR PARTE DE PAI – GRUPO ATRÁS DO PANO

Da Obra de Bartolomeu Campos de Queirós,  esta história apresenta o olhar de uma criança sobre o mundo ao seu redor, carregado de sentimentos poéticos e revelações existencialistas.

Direção: Epaminondas Reis

Dramaturgia: Carlos Rocha

Elenco: Antônia Claret, Guda Coelho, Myriam Nacif e Paulo Thielmann

Outros espetáculos mineiros em Curitiba:

Na Mostra Oficial, Líquido Tátil, do Grupo Espanca, terá sessões no Teatro Paiol. O espetáculo apresenta uma família que fala sobre  as artes, o teatro e os desejos humanos. A direção é do dramaturgo argentino Daniel Veronse.

Prazer, que acabou de ficar em cartaz no CCBB/SP, ocupará o Teatro Bom Jesus. Mostra o reencontro de quatro amigos após uma longa separação. A peça é inspirada no universo literário de Clarice Lispector, especialmente em Uma aprendizagem ou o Livro dos Prazeres.

Fringe: O Arquivo Vivo, do Grupo Farroupilha, de Ipatinga. Com direção de Júlio Maciel, integrante do Galpão, a dramaturgia de Eduardo Moreira ( também do Galpão) e Sinésio Bina.

A montagem tem características de realismo fantástico e conta a história de prefeito que tem que enfrentar as confusões de uma amante, de uma esposa fútil e ciumenta, deum assessor ambicioso e um arquivo vivo que habita os bastidores de uma repartição pública.

De Juiz de Fora estarão no Fringe: Palhaço Rosquinha em: Hoje tem alegria (no Portão Cultural – Auditório Antônio Carlos Kraide), apresenta mágica, malabares e tecido aéreo. Direção e atuação Valdir Alves; Obsessão – Amor e Dor, da  Cia Teatrando (Sala Londrina): três personagens tratam dos sentimentos que perseguem os seres humanos.

Pequenas Coisas Grandes, adaptação de  Os Cadernos de Malte Laurids Brigge, do escritor tcheco Rainer Maria Rilke, representa Ouro Preto.  Um velho caderno contém as reflexões finais de um homem de 28 anos. Direção e atuação: Julliano Mendes. ( Teatro Mini-Guaíra).

Também no Mini-Guaíra, Liquidificador – Sarau Lítero Musical, de São Lourenço. Num estúdio de rádio, quatro dj´s comandam o programa Liquidificador, que apresenta poemas, cantigas, música, mímicas e técnicas circenses. Direção Cy Andrade. Elenco Cy Andrade, Elô Mattos, Rodrigo Rosa, Vagner Ralph.

O Festival de Curitiba tem uma intensa programação. Para ver a grade completa dos espetáculos mineiros é só acessar o site: http://festivaldecuritiba.com.br/2013/o_festival

Ficha técnica Mostra Grupos de BH: Teatro para ver de Perto:

Coordenação artística: Chico Pelúcio e Leonardo Lessa

Coordenação de produção: Gustavo Ruas

Coordenação técnica: Rodrigo Marçal

Técnico: Jésus Lataliza

Assessoria de comunicação: Beatriz França e Caio Otta

 

Serviço:

Festival de Teatro de Curitiba:

Venda de ingressos a partir de 6 de fevereiro. (Entre os dias 1º e 5 de fevereiro pré-venda especial para clientes Itaú e Renault). Compras pela internet (www.festivaldecuritiba.com.br) e também nas bilheterias, dos Shoppings Mueller, ParkShopping Barigui e Palladium, em Curitiba .Clientes Itaú e |Renault terão vendas antecipadas, com desconto de 50% na compra de até 4 ingressos

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.