Grande Auditório do MASP lança programação cultural com Camille e Rodin

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Leonardo Pacheco e Melissa Vettore protagonizam "Camille e Rodin"

SÃO PAULO – O espetáculo Camille e Rodin tem direção de Elias Andreato e traz aos palcos paulistanos os atores Leopoldo Pacheco e Melissa Vettore. O texto, assinado por Franz Keppler, apresenta a história de amor entre escultores franceses Camille Claudel e Auguste Rodin. A estreia é nesta sexta-feira (22).

Por meio dessa peça, o público entrará em contato com detalhes da vida pessoal desses artistas de renome mundial e com aspectos da arte e da sociedade do século 19.

Camille é uma jovem ávida por liberdade. Quebrou dogmas para se dedicar à produção artística numa época em que as mulheres eram educadas para a vida doméstica. Além de ter que enfrentar barreiras devido a sua profissão, seu relacionamento com Rodin, homem mais velho e experiente, quefoi um choque para a sociedade moralista da época.

Leonardo Pacheco e Melissa Vettore protagonizam "Camille e Rodin"

Camille foi assistente e amante de Rodin, que vivia com Rose Beuret e nunca a abandonou para ficar com a escultora.  O rompimento aconteceu após 15 anos de um relacionamento intenso e conturbado.  Desde então, Camille conviveu com a loucura e a solidão, até ser internada num hospício por seu irmão e de lá nunca mais sair.

A montagem é baseada em texto original de Keppler que fez uma pesquisa, juntamente com a atriz Melissa Vettore, das principais biografias dos escultores, especialmente as obras de Reine Maire Paris (sobrinha neta de Camille), a Liliana Wahba e Paul Claudel (irmão de Camille).

Não há, no entanto, a preocupação com a fidelidade dos fatos. O diretor Elias Andreato não criou cenas cronológicas. O objetivo é apresentar a alma desses artistas que revolucionaram o modo de se fazer e pensar a arte.

Franz Keppler declara que não fez julgamentos sobre uma época ou sobre os dois artistas.

¨Antes de tudo, quis propor uma reflexão (atemporal) sobre os caminhos nebulosos da arte, do amor, da inadequação e da loucura por meio de dois grandes gênios criativos ávidos por compreensão e liberdade¨, diz o dramaturgo.

O auditório recebe às segundas-feiras o Letras em Cena, projeto de leituras dramáticas idealizado por Clovys Torres e Marina Mesquita, mas não existia um projeto de ocupação do local.

A estreia de Camille e Rodin promove o lançamento de uma programação teatral que terá a curadoria do Vivo EnCena e apresentará espetáculos que dialoguem com o museu.

Ficha Técnica:

Texto: Franz Keppler

Direção:Elias Andreato

Elenco: Leopoldo Pacheco e Melissa Vettore

Assistente de direção: LeandroGoddinho

Pesquisa:Melissa Vettore e Franz Keppler

Desenho de Luz:Wagner Freire

Cenografia: Marco Lima

Trilha sonora:JonatanHarold

Figurino:MarichileneArtisevskis

Visagismo:Leopoldo Pacheco

Fotografia: Alexandre Catan

Projeto: Dramática Produções Artísticas

Direção de Produção:Ed Júlio

Produção Executiva: Gabriel de Souza

Realização:Baobá Produções Artísticas a:

Serviço:

Camille e Rodin

Grande Auditóriodo MASP(374 lugares)

Avenida Paulista, 1578. São Paulo/SP.

Informações: 11 3171.3267

Bilheteria: Terça e quarta (11h às17h30). Quinta (11h às 19h30). Sexta a domingo, a partir das 11. EstacionamentoEstapar (Av. Paulista, 1776) R$ 15,00

Vendas: 4003.1212- www.ingressorapido.com.br

Sexta e Sábado21h. Domingo 19h30.

Ingressos: SextaR$ 20. Sábado e Domingo R$ 30.

Duração: 75 minutos

Recomendação: 12 anos

Temporada: até 26 de agosto

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*