SÃO PAULO – “O que Pensa Você do Brasil de Hoje?” – Foi com esse questionamento que Augusto Boal – idealizador do Teatro do Oprimido – reuniu em 1968 importantes artistas da época que foram chamados a responder essa pergunta, originando um espetáculo coletivo que se tornou um marco histórico da arte socialmente engajada: a Primeira Feira Paulista de Opinião. Cinquenta anos depois, inspirados pelo espetáculo idealizado por Lauro César Muniz, dirigido por Augusto Boal e realizado pelo Teatro de Arena, a Companhia Antropofágica se prepara para realizar a terceira edição da Feira Antropofágica de Opinião, para debater a arte do nosso tempo.

III Feira Antropofágica de Opinião acontece em maio, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no centro. E como parte das ações preparatórias para este grande Festival, nos dias 5, 6 e 7 de março, acontece no mesmo local o Ciclo de Abertura da III Feira Antropofágica de Opinião, com debates teóricos, composto por três encontros fomentando a formação de um pensamento crítico coletivo em torno da pergunta proposta: “O que pensa você do Brasil de hoje?”

No dia 05 de março haverá palestra e debate com Maria Sílvia Betti (professora assistente doutora da USP) que comentará o Panorama dos 50 Anos da Feira Paulista de Opinião. Em 6 de março, o convidado é Jean Tible (professor doutor do DCP-USP) que comentará o livro Marx Selvagem. O último encontro acontece em 7 de março, com um debate entre os participantes da Feira (que acontecerá em maio) sobre os temas desta edição e o trabalho no campo das artes.

Entre os nomes confirmados para esta edição da Feira estão: Arlequins Grupo de Teatro (Guarulhos), Brava Cia, Cia. do Feijão, Cia. dos Inventivos, Cia. Estável, Cia. Estudo de Cena, Cia. Les Commediens Tropicales, Cia. Teatral Boccaccione (Ribeirão Preto), Cia. Teatral Os Satyros, Cia. Teatro Documentário, Cia. Teatro dos Ventos (Osasco), Coletivo de Galochas, Companhia Ocamorana, Dolores Boca Aberta, Engenho Teatral, Grupo Buraco D’Oráculo, Grupo Clariô de Teatro (Taboão da Serra), Grupo Pandora de Teatro, Grupo Redimunho de Investigação Teatral, Grupo Rosa dos Ventos (Presidente Prudente), Kiwi Cia de Teatro, Mamulengo da Folia (Guararema), Núcleozonautônoma (Santo André), Teatro da Neura (Suzano), Trupe Olho da Rua (Santos), Elaine Guimarães, Quem, Nós?, Coletivo Cinefusão, Coletivo Tela Suja Filmes, Coletivo Zagaia, Alípio Freire, Cássio Brasil, entre outros.

Oswald de Andrade
A terceira edição da Feira representa um duplo aniversário. Além de celebrar os 50 anos da Primeira Feira Paulista de Opinião, esta edição marca também os 90 anos do Manifesto Antropófago (1928), obra de Oswald de Andrade uma das referências no processo artístico da Companhia Antropofágica.

A escolha da Oficina Cultural Oswaldo de Andrade como equipamento cultural que receberá o Ciclo de Abertura e a Feira, se deu propositalmente por conta desta celebração. Intervenções artísticas serão desenvolvidas pela Antropofágica junto a alguns dos artistas convidados tendo como mote o manifesto de Oswald de Andrade, e apresentadas ao longo dos três dias da Feira.

Ciclo de Abertura da Feira – Entrada Gratuita

Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo – SP, 01123-000

Primeiro Encontro – 05/03/2018 – 18h00 – Palestra e debate sobre o Panorama dos 50 Anos da Feira Paulista de Opinião com Maria Sílvia Betti – Pós-Doutora pela New York University, com doutorado (1994) e mestrado (1985) em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo. É professora assistente doutora da Universidade de São Paulo, atuando no Programa de Pós Graduação em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês, ligado ao Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Estudos de Teatro (foco em Dramaturgia), atuando principalmente nos temas: Teatro Norte-Americano Moderno e Contemporâneo, Teatro Brasileiro Moderno e Contemporâneo, Dramaturgia Comparada (Estados Unidos – Brasil).

 

Segundo Encontro – 06/03/2018 – 18h00 – Palestra e debate sobre o livro Marx Selvagem com Jean Tible – Professor doutor do DCP-USP, graduado em Relações Internacionais PUC-SP (2001), mestrado pelo Instituto de Relações Internacionais PUC-RJ (2005) e doutorado em Sociologia pela Unicamp (2012). Tem experiência nas áreas de Relações Internacionais e Política, com ênfase nos temas: Marx, Política Externa Brasileira, Revoltas e Movimentos Sociais e Políticos, Teoria de Relações Internacionais e Teoria Política.

Terceiro Encontro – 07/03/2018 – 18h00 – Grupos e Artistas Convidados – Debate com os grupos e artistas convidados a participar da III Feira Antropofágica de Opinião, sobre os dois primeiros encontros e sobre os temas desta edição e o trabalho no campo das artes.

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)