Grátis: “Eles Fazem Dança Contemporânea” discute a negritude nesse cenário

SÃO PAULO – Primeiro trabalho de Leandro Souza depois de ganhar o APCA por sua interpretação em Sismos e VoltsEles F.azem dança contemporânea segue para a Oficina Cultural Oswald de Andrade a partir de 20 de agosto, terça, às 20 horas. O solo do bailarino – que também assina a criação e a concepção – tem uma motivação de pesquisa que vai além do movimento e trata sobre as tensões e questões envolvidas na incursão e presença negras na dança contemporânea. A temporada tem ingressos gratuitos. 

 

Leandro foi buscar na performance e nas artes visuais inspiração para essa criação. Em cena, num cenário que reproduz o tradicional cubo branco de galerias de arte, o bailarino busca a relação entre o seu corpo, a fala e um objeto cênico. O espetáculo se dá a partir de uma lógica da repetição, sobreposição e transformação continuas de ações, movimentos e produção de imagens, com o propósito de instaurar uma cena síntese que possa dar vazão às questões em jogo no trabalho. A voz de Leandro, repetindo as mesmas frases (em inglês e português) vai criando uma espécie de ritmo para a cena, além de uma sensação de quase hipnose junto ao público, enquanto ele executa movimentos que fogem dos sinais codificados da dança.

 

Para serviço

ELES FAZEM DANÇA CONTEMPORÂNEA – De 20 a 24 de agosto, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, terça a sexta, às 20 horas e sábado, às 18 horas. Duração – 50 minutos.  Classificação Etária – 16 anos.Ingressos – gratuitos e distribuídos uma hora antes do espetáculo.

 

 

Ficha técnica

Concepção, criação e dança –  Leandro Souza

Provocação – Ana Pi, Inês Terra, Renan Marcondes e Thaís de Menezes

Luz – Gabriele Souza

Som – Thiago Salas

Figurino – Leandro Souza

Fotos e Produção – Tetembua Dandara

Arte Gráfica – Pedro Campanha

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*