GRUPO GALPÃO CELEBRA MÚSICA E TEATRO EM ESPETÁCULO QUE ESTREIA NO SESC SANTANA

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

De Tempo Somos – Um Sarau do Grupo Galpão. Foto/crédito: divulgação
De Tempo Somos – Um Sarau do Grupo Galpão. Foto/crédito: divulgação

SÃO PAULO O renomado grupo mineiro Galpão chega à capital paulista com o espetáculo De Tempo Somos – Um Sarau do Grupo Galpão para curta temporada no SESC Santana. Em cena, os atores cantam canções marcantes dos seus espetáculos e recitam poesias. Lydia Del Picchia e Simone Ordones, atrizes que fazem parte do Galpão, assinam a direção. Luiz Rocha é o responsável pela direção musical e arranjos. A estreia é sexta, 12, às 21h00.

Nos seus 33 anos de existência, o Grupo Galpão tem como característica marcante, além da qualidade dos espetáculos, a execução ao vivo das trilhas, as quais estão registradas, em sua maioria, na forma de CD.

O Galpão se consolidou como uma das trupes mais importantes do nosso país. Conhecido por produções em que o caráter popular nas encenações está presente, a busca de desafios guia a trajetória dos seus artistas, que  sempre convidam diretores de diferentes estilos para as suas montagens e realizam trabalhos na rua e também no tradicional palco italiano.

Nesse espetáculo, um sonho antigo do Galpão, estão 25 canções, que fizeram parte da trilha de montagens mais antigas, como A Comédia da Esposa Muda, direção de  Paulinho Polika (1986); Corra enquanto é tempo (1988) e Álbum de Família, direção de Eid Ribeiro (1990); Romeu & Julieta (1992) e A Rua da Amargura (1994), direção Gabriel Villela; Um Homem É um Homem, direção de Paulo José (2005); e de trabalhos recentes, como Tio Vânia, direção Yara de Novaes e Eclipse, direção do russo Jurij Alschitz (ambos de 2011). Também integram o sarau músicas que fizeram parte de workshops do grupo.

De Tempo Somos – Um Sarau do Grupo Galpão. Foto/crédito: divulgação
De Tempo Somos – Um Sarau do Grupo Galpão. Foto/crédito: divulgação

Na parte textual, trechos de escritores como Eduardo Galeano, Anton Tchékhov, Calderón de la Barca, Manuel Bandeira, Nelson Rodrigues, Jack Kerouac, Paulo Leminski e José Saramago são interpretados pelos atores.

O objetivo do Grupo Galpão é celebrar o encontro da música e do teatro, em sintonia com o público, e apresentar um trabalho recheado de cantoria, festa e poesia.  Traz como fio condutor a passagem do tempo, a profissão do ator e o caráter libertador presentes na arte.

Ficha Técnica:
Direção: Lydia Del Picchia e Simone Ordones
Direção Musical, Arranjos e Trilha Sonora: Luiz Rocha
Pesquisa de Texto: Eduardo Moreira
Figurino: Paulo André
Preparação Vocal: Babaya
Preparação Corporal: Fernanda Vianna
Iluminação: Rodrigo Marçal
Design Sonoro: Vinícius Alves
Aulas de Percussão: Sérgio Silva
Assessoria na cena “A Carteira”: Diego Bagagal
Assessoria de Iluminação: Chico Pelúcio
Revisão de Textos: Arildo de Barros
Voz em Off: Teuda Bara

Arranjos baseados em arranjos originais de Babaya, Ernani Maletta e Fernando Muzzi, do repertório musical do Grupo Galpão.

Elenco
Antonio Edson, Beto Franco, Eduardo Moreira, Fernanda Vianna, Lydia Del Picchia,
Luiz Rocha (ator convidado), Júlio Maciel, Paulo André, Simone Ordones

Serviço:

De Tempo Somos – Um Sarau do Grupo Galpão
12 de junho a 12 de julho de 2015
Sexta e sábado, 21h00
Domingo, 18h00
Local: SESC Santana – Av. Luiz Dumont Villares, 579, São Paulo – SP

A apresentação do dia 27/6/15 contará com serviço de audiodescrição.