Grupo XIX estreia espetáculo gratuito baseado em Vestido de Noiva

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)

Espetáculo é baseado em "Vestido de Noiva" de Nelson Rodrigues,
Espetáculo é baseado em “Vestido de Noiva” de Nelson Rodrigues,

SÃO PAULO – Nada aconteceu, tudo acontece, tudo está acontecendo estreia quinta (2), 18h, na Vila Maria Zélia, sede do grupo.. A criação e a pesquisa são assinadas pelos seis integrantes do Grupo XIX de Teatro: Janaína Leite, Juliana Sanches, Luiz Fernando Marques, Paulo Celestino, Rodolfo Amorim e Ronaldo Serruya. A direção é de Luiz Fernando Marques e Janaína Leite e a dramaturgia do próprio Grupo XIX e Alexandre Dal Farra (neste ano, vencedor do Prêmio Shell de Teatro de Melhor Autor, por Mateus 10).

A montagem comemora os 12 anos do grupo de teatro paulista e é livremente inspirada na peça Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues.

Como na peça de Nelson, em Nada aconteceu, tudo acontece, tudo está acontecendo há os três planos diferentes de encenação: alucinação, memória e realidade e o público acompanha as horas que precedem a festa de casamento de Alaíde, conhecida personagem de Vestido de Noiva.

Os integrantes do Grupo XIX ressaltam que a escolha de Nelson aconteceu pelo fato do autor ser um dos mais provocativos e polêmicos “bufões” da história brasileira. Também declaram que o texto é uma obra aberta, ideal para que o grupo pudesse realizar uma releitura da trama, gerando assim novas discussões.

vestidoxixSegundo o diretor Luiz Fernando Marques, voltar a apresentar espetáculos na sede é fundamental para a montagem: “O espaço da nossa sede é fundamental, pois haverá um carro Dodge como parte da cenografia e usaremos também a frente da igreja, afinal estamos falando de um casamento”, afirma o diretor.

Nada aconteceu, tudo acontece, tudo está acontecendo tem o apoio da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo e do Programa de Ação Cultural.

O espetáculo faz temporada de três semanas (de 2 a 19 de maio, quinta-feira a domingo às 18 horas). Depois o grupo viaja a Portugal, onde apresenta as montagens de Hysteria e Hygiene.

A partir de 13 de julho retorna para mais uma temporada, que vai até 1º de setembro.

Sobre o Grupo XIX de Teatro

A premiada companhia, existente desde 2001, responde pela criação das peças Hysteria, Hygiene; Arrufos e Marcha para Zenturo, esta última em parceria com o Grupo Espanca!, de Belo Horizonte. Desde 2004, desenvolve uma residência artística nos prédios históricos da Vila Maria Zélia, na Zona Leste em São Paulo, criando assim um espaço de referência para a pesquisa, difusão e formação. Já estão em fase de preparação do espetáculo Estrada do Sul, em parceria com o diretor Pietro Floridia do Teatro dell’Argine (Itália).

Ficha técnica:

 

Criação e Pesquisa – Grupo XIX de Teatro.

Dramaturgia – Grupo XIX de Teatro e Alexandre Dal Farra.

Direção – Luiz Fernando Marques e Janaína Leite.

Elenco – Janaína Leite, Juliana Sanches, Paulo Celestino, Rodolfo Amorim, Ronaldo Serruya, Mariza Junqueira, Fernanda Brandão e Gabi Costa.

Assistente de Direção – Daniel Viana.

Iluminação – Wagner Antônio.

Direção de Arte – Felipe Cruz.

Treinamento de Ator – Beth Dorgam.

Preparação Corporal – Juliana Monteiro.

Direção de Produção – Vanessa Candelas.

Assistente de Luz – Michel Fogaça.

 

Serviço:

Nada aconteceu, tudo acontece, tudo está acontecendo

Estreia dia 2 de maio, quinta-feira, às 18 horas, no Armazém XIX – Vila Maria Zélia. Duração – 120 minutos. Temporada – Quinta-feira a domingo às 18 horas. Espetáculo recomendável para maiores de 16 anos. GRÁTIS – Ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência. Até 19 de maio.

ARMAZÉM XIX – Rua Mário Costa 13 (Entre as ruas Cachoeira e dos Prazeres) – Belém. Telefone – (11) 2081-4647. Acesso para deficientes físicos. Informações e reservas, de quarta-feira a domingo das 15 às 18 horas. Estacionamento gratuito. Capacidade – 70 lugares. www.grupoxix.com.br

 

 

 

 

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.