GUARULHOS RECEBE ESPETÁCULO QUE ABORDA A “SÍNDROME DE ASPERGER”

GUARULHOS – Fruto da parceria entre as Cias Artera e Provisório-Definitiva, o espetáculo DADESORDEMQUENÃOANDASÓ, de Davey Anderson, sob direção de Carlos Baldim, fará apenas duas apresentações na cidade: terça (13) e quarta-feira (14), cumprindo, assim, um dos compromissos assumidos com o edital Proac Circulação, com o qual  foi contemplado.

DADESORDEMQUENÃOANDASÓ conta a história de uma família de classe média. Por causa da ausência do marido, Maureen trabalha em diversos lugares e não tem tempo para cuidar dos filhos. Stevie, portador da síndrome de aspenger, é deixado sozinho no seu quarto ao seu próprio cuidado, enquanto sua irmã, a adolescente Julie, faz tentativas desastradas de entrar no mundo adulto. Julie resolve sair escondida descumprindo o combinado com sua mãe. Preocupado com o paradeiro da irmã, Stevie resolve procurá-la e acaba indo parar no Parque de Diversões e sem intenção acaba causando um grande acidente: ele acredita ter se tornado um assassino.  A partir daí, inicia-se uma história permeada de encontros e desencontros que mistura ficção, realidade e poesia, na qual Stevie procura compreender, solitário, as consequências dessa intensa e inesquecível aventura.

Davey Anderson oferece uma dramaturgia contemporânea, que instigou uma encenação que a acompanhasse nessa experimentação de linguagem, propondo a mistura de elementos épicos e dramáticos, e utilizando o espaço cênico com uma mescla de teatro e cinema.

 

A temática é, sobretudo, universal. A partir do mundo particular desse garoto, o espectador pode enxergar o seu próprio mundo. Superar traumas e medos, separações e ausências e a morte. Tudo isso com a inerente individualidade que cada um carrega em si.

 

“A síndrome de Asperger é assim uma grande peculiaridade da personagem para mostrar o que a sociedade tem dificuldade de admitir: diferença e a diversidade fazem parte do humano. Por portar uma doença, por pensar ou sentir desta ou daquela maneira, pelas escolhas que são feitas, e, apesar das semelhanças, não existe um ser humano igual ao outro. Exaltar a beleza e importância disso é um dos motores desse projeto tanto para a Companhia ARTERA de Teatro, quanto para a Cia. Provisório-Definitivo.”, comenta a atriz Paula Arruda.

 

No palco, o elenco composto por Andrea Tedesco, Anna Cecilia Junqueira, Paula Arruda, Pedro Guilherme e Ricardo Corrêa dão vida aos narradores e personagens da história de Stevie, um garoto portador da síndrome de Asperger, que sofre com a ausência do seu pai e com a dificuldade de se relacionar com o mundo por conta dessa síndrome.

 

Ficha Técnica:

Texto: Davey Anderson. Tradução: Caio Badner. Direção: Carlos Baldim. Elenco: Andrea Tedesco, Anna Cecilia Junqueira, Paula Arruda, Pedro Guilherme, Ricardo Corrêa. Vídeo design: Zeca Rodrigues. Figurino: Maitê Chasseraux. Iluminação: Fran Barros. Música original: Dan Maia. Cenário: Cesar Resende de Santana (Basquiat) e Carlos Baldim. Assistência de direção: Mariana Leme. Assistência de vídeo: Nanda Cipola. Fotos: Renato Peixoto e Julio Salvo. Programação visual: Angela Ribeiro. Produção: Paula Arruda e Pedro Guilherme. Realização: Cia. Artera e Cia. Provisório Definitivo

 

Serviço:
Teatro Adamastor Pimentas

Estrada do Caminho Velho, 333 – Jardim Nova Cidade – Guarulhos
Apresentações:13 e 14 de março, às 17h30
*Um intercâmbio entre a Cia. Unó de Teatro (Guarulhos) e a Cia. Provisório-Definitivo (São Paulo) acontece no dia 13 de março, às 19h, no teatro
Duração: 120 minutos
Valor dos ingressos: Gratuito
Telefone: (11) 5576-4848

Redação Aplauso Brasil

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*