Incrível como Equus continua atual

Maria Lúcia Candeias*, especial para o Aplauso Brasil/ iG (aplaobrasil@aplausobrasil.com)

"Equus", de Peter Schafer, direção de Alexandre Reinecke

SÃO PAULO – A peça Equus, de Peter Shaffer, estreou em São Paulo em 1975, sob direção de Celso Nunes, protagonizada por Paulo Autran e Ewerton de Castro. Ficou dois anos em cartaz por aqui, com mudança de elenco, e depois fez também grande sucesso no Rio. Posteriormente foi montada por outros diretores. O espanto é que mesmo depois de tantos anos é super atual. Não enfoca apenas o psicótico (Leonardo Miggiorin), mas os transtornos que ele causa em seu psiquiatra (Elias Andreato). Um texto imperdível e com excelentes atores, inclusive como coadjuvantes, há nomes de peso como Patrícia Gaspar e Mara Carvalho.

Dirigida por Alexandre Reinecke, além de caprichar na atuação do elenco, a montagem tem excelente cenário que se movimenta quando os envolvidos mudam, criado por André Cortez,  figurinos cem por cento adequados de Renata Young.

Como se não bastasse, a iluminação do mestre  Paulo Cesar Medeiros é como sempre de muito bom gosto, o mesmo podendo ser dito da trilha sonora da tarimbadíssima Tunica.

Leonardo Miggiorin e Patrícia Gasppar em "Equus"

Por tudo isso, foi uma ótima opção para a re-estreia do Teatro Folha que, não parece ter mudado quase nada, exceto pela parte superior da plateia. Será que modificou a luz? Quem não entende da área não percebe muito. Mesmo assim, não deixe de ver.

Ficha Técnica:

Dramaturgia: Peter Shaffer

Adaptação e Direção: Alexandre Reinecke

Elenco: Elias Andreato, Leonardo Miggiorin, Patrícia Gasppar, Jorge Emil, Mara Carvalho, Léo Steinbruch, Gustavo Malheiros, Bruna Thedy e Fernanda Cunha.

Cenários: André Cortez

Cenotécnico: Fernando Bretas (Onozone)

Figurinos: Renata Young

Iluminação: Paulo Cesar de Medeiros

Direção musical: Tunica

Preparação Corporal: Carol Mariottini

Fotografia: Chris Ceneviva

Assessoria internacional: Claudio Erlichman

Coordenação de Produção: Isabel Gomez

Assistente de Produção:Manuela Figueiredo

http://pecaequus.tumblr.com/

Serviço:

Equus

Teatro Folha

Temporada: até 1º de julho

Horários: Sexta, 21h30, sábado, 21h e domingo, 20h.

Ingressos: R$40 (setor 2) e R$60 (setor 1)

Duração: 90 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

*Maria Lúcia Candeias é Doutora em teatro pela USP e Livre Docente pela Unicamp.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado