Ingrid Guimarães mostra quais as Razões Para Ser Bonita

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Razões Para Ser Bonita"

SÃO PAULO – Razões Para Ser Bonita é mais uma produção teatral patrocinada pelo Projeto Vivo Encena e conta com a direção de João Fonseca, responsável pela encenação de espetáculos que estão em cartaz na capital paulista: Maria do Caritó, com Lilia Cabral, e Dorotéia, com Alinne Moraes.

A peça de Neil Labute, que foi sucesso de público e crítica na Broadway e em Londres, fala da obsessão pela beleza e questiona os seus limites. Um tema atual que permeia o cotidiano não somente das mulheres, mas também de vários homens.

Razões Para Ser Bonita integra uma trilogia, da qual fazem parte também Gorda e As Formas das Coisas, em que Neil Labute aborda questões relacionadas ao mundo atual.

A atriz Débora Evelyn indicou o texto à Ingrid Guimarães que se encantou com a qualidade da obra e o assunto que o autor discute.

¨É um texto de amor que fala sobre a obsessão da beleza e sobre o que o outro pensa de nós.  As pessoas vão se identificar muito¨, declara Ingrid, que produz a montagem em parceria com a Chaim Produções.

Ingrid conhece e admira o diretor João Fonseca desde o período em que ele trabalhava como assistente de direção de Antonio Abujamra na Cia Os Fodidos Privilegiados, companhia na qual a atriz fez cursos de teatro assim que começou a morar no Rio de Janeiro. Desde que conseguiu os direitos do texto, o convidou para esse trabalho. Uma parceria que se estabeleceu há mais de um ano.

Também convidou o ator Marcelo Faria, com quem atuou em seu primeiro espetáculo infantil.  Possuem uma relação de parentesco (são primos) e de admiração profissional. O desejo de dividirem o palco novamente era mútuo.

A peça, inédita no Brasil, apresenta a relação entre quatro amigos que demonstram o quanto o padrão de beleza vigente pode ocasionar sofrimentos e provocar angústias.  Os diálogos são bem-humorados e com um humor ácido.

A história gira em torno da protagonista Steph (Ingrid Guimarães), a qual vive em função de uma beleza perfeita e acaba prejudicando os seus relacionamentos por esse motivo.

O diretor João Fonseca

Steph termina o namoro com o seu namorado Greg (Gustavo Machado) ao saber que ele comentou com um amigo que achava a sua fisionomia¨apenas comum¨.

Greg não fala por maldade, mas o fato para ela é de tamanha gravidade, que não suporta mais viver ao lado dele .¨Steph é comparada com outra mulher e ela fica transtornada¨, afirma Ingrid.

Paralelamente a essa história, Leo (Marcelo Faria), melhor amigo de Greg, dá valor extremo à beleza: se divide entre achar o máximo namorar uma mulher linda, Carla (Aline Fanju), e ter um caso com uma menina mais jovem e ainda mais linda.

Carla, que é amiga de Steph, enfrenta as dificuldades de ser uma mulher muito bonita e invejada. Todos acreditam que ela é feliz e que tem um namoro estável, mas o seu relacionamento amoroso é conflituoso.

Segundo o diretor João Fonseca, uma das maiores qualidades de Labute é o seu talento para criar personagens cotidianos e pertencentes a uma classe social menos favorecida dos Estados Unidos.

¨Fala da beleza sem defender uma tese e coloca em questão como isso mexe com a vida das pessoas. Fala também das dificuldades das relações amorosas¨, salienta o diretor.

Numa área profissional em que a beleza é geralmente levada em conta na hora da contratação de um ator, especialmente na TV, os integrantes do elenco concordam que o valor exagerado à beleza não traz benefícios. Consideram essencial, no entanto, cuidar do corpo para a garantia de uma vida saudável.

¨Tem o lado da saúde que é positivo, mas a paranoia e a obsessão nos faz escravo de um padrão que não é interessante porque nos tira a atenção de questões serias da existência humana¨, opina Gustavo.

Ingrid Guimarães confessa que perdeu muito tempo preocupada com a beleza e hoje prefere dedicar seu tempo ao estudo e à leitura. Conta que sempre se sentiu ¨um patinho feio¨, mas que o nascimento de sua filha lhe deu muita autoestima.

¨A questão da beleza tem menos importância do que as pessoas dão a ela. Beleza não garante o sucesso¨, defende a atriz, que conseguiu visibilidade na TV devido ao grande sucesso de seu espetáculo teatral Cócegas.

O ator Marcelo Faria compartilha da mesma opinião de Ingrid. A questão da beleza sempre esteve presente em sua vida, já que é filho de Reginaldo Faria, um dos galãs da Rede Globo. O ator, apaixonado por esportes, garante, no entanto,que busca um bom condicionamento físico, mas procura não ser escravo da perfeição.  ¨A minha preocupação é com a qualidade do meu trabalho¨, afirma.

Todos os atores foram escolhidos em virtude de suas experiências profissionais, inclusive Aline Borja, que por interpretar a linda Carla, precisava ser bonita.

A bela atriz, que ficou conhecida por seu trabalho na novela Viver a Vida, da Rede Globo, possui uma larga trajetória no teatro e teve que batalhar para obter o reconhecimento do seu talento.

Segundo Aline, ser bonita muitas vezes lhe trouxe problemas e assim como os colegas de palco, tenta usufruir dos benefícios que a indústria proporciona para a garantia de uma vida saudável e de uma boa aparência, mas sem exageros e priorizando a o aprimoramento profissional.

Razões Para Ser Bonita faz parte do projeto Vivo EnCena, que tem por objetivo formar público e pensa o teatro como meio de aprimoramento do conhecimento.

O Vivo Encena prevê, além da temporada do espetáculo de cinco semanas em São Paulo, atividades formativas no Teatro Vivo, viagem do espetáculo para o Rio de Janeiro,Teatro dos Quatro, e circulação nacional.

Ficha Técnica:

Texto: Neil LaBute

Direção: João Fonseca

Tradução e Adaptação: Susana Garcia

Elenco: Ingrid Guimarães, Marcelo Faria, Gustavo Machado, e Aline Fanju

Iluminação: Daniela Sanchez

Cenário: Fernando Mello da Costa

Figurinos:Antonio Medeiros

Produção musical: Ricardo Leão

Programação Visual: Rene Machado

Fotos Estúdio: Nana Moraes

Preparação vocal: Rose Goncalves

Designer de lutas: Dani Hu

Serviço:

Razões Para Ser Bonita

Teatro Vivo (290 lugares)

Avenida ChucriZaidan, 860 – Morumbi

Bilheteria do Teatro: 7420-1520 – www.teatrovivo.com.br

Bilheteria: de terça a quinta, das 14h às 20h. De sexta a domingo, a partir das 14h.

Vendas 4003-1212 – www.ingressorapido.com.br

Sexta às 21h30 | Sábado às 21h | Domingo às 19h

Ingressos: Sexta e Domingo R$ 50. Sábado R$ 70

Duração: 100 minutos

Recomendação: 14 anos

Estreia: 21 de setembro

Curta Temporada: até 21 de outubro

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*