José Possi Neto dirige novo texto de Célia Forte

Michel Fernandes, do Aplauso (Michel@aplausobrasil.com)

Conflito entre gerações marca "Ciranda"

Ano passado, Célia Regina Forte promoveu uma leitura dramática de Ciranda, seu segundo texto, no Teatro Eva Herz, sob direção de José Possi Neto e com Tânia Bondezan e Daniela Galli no elenco. Neste sábado (16), no mesmo teatro, com o mesmo diretor e as mesmas atrizes, o espetáculo estreia pra valer.

O texto coloca em cena três mulheres sendo duas delas apresentadas em duas fases, ou seja, Tânia interpreta o papel da mãe da personagem de Daniela, uma ex-hippie que teve um flerte com a ideologia comunista em pleno período da Ditadura Militar na sua juventude.

Sua filha, apesar da criação libertária que teve, é uma jovem executiva, casada com um alto funcionário de empresa e ligada ao dinheiro e ao luxo, enfim, totalmente a antítese da mãe, o que deixa evidente o conflito de gerações.

Daniela Galli e Tânia Bondezan em "Ciranda"

Numa troca bastante interessante, a mãe torna-se a filha e, esta, a neta, personagem apenas citada até então, que é criada pela avó, porque sua mãe deixa o país às pressas.

Com o retorno da mãe (agora interpretada por Tânia Bondenzan) ao Brasil e a morte da avó, a Neta, interpretada por Daniela Galli, é hora do acerto de contas entre as duas.

“Os movimentos dessa ciranda são tão vertiginosos, e tão absurdos os caminhos tramados pelo destino dessas personagens, que elas se tornam perigosamente realistas e novelescas. Porque a vida, assim como o destino são completamente absurdos”, revela Possi Neto.

Ficha Técnica:

Ciranda, de Célia Regina Forte

Direção: JOSÉ POSSI NETO

Elenco: TANIA BONDEZAN e DANIELA GALLI

Cenário e Figurino: FÁBIO NAMATAME

Iluminação: WAGNER FREIRE

Trilha Sonora: TUNICA TEIXEIRA e ALINE MEYER

Assistente de direção: EDUARDO SANTIAGO

Preparação Corporal: VIVIEN BUCKUP

Pintura de Adereços: ANTONIO OCELIO DE SÁ ALENCAR E JADY FORTE

Fotos: JOÃO CALDAS

Programação Visual: VICKA SUAREZ

Captação e Edição de Imagens: VALÉRIE MESQUITA

Assistente de Produção: JADY FORTE

Coordenação de Produção: EGBERTO SIMÕES

Produtora: SELMA MORENTE

CIRANDA

Teatro Eva Herz (166 lugares)

Avenida Paulista, 2.073 – Livraria Cultura / Conjunto Nacional

Informações: (11) 3170-4059 – www.teatroevaherz.com.br

Bilheteria: Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingo, das 12h às 19h. Em feriado, sujeito à alteração. Aceita todos os cartões de crédito. Não aceita cheque.

Vendas pela internet: www.ingresso.com

Vendas por telefone: 4003-2330

Sextas e Sábados às 21h; Domingos às 18h

Ingressos: Sexta R$ 40; Sábado e Domingo R$ 50

Duração: 80 minutos

Classificação Etária: 12 anos

Gênero: Comédia dramática

Sessão Especial para convidados segunda-feira dia 18 às 21h.

Estreia 16 de julho

Temporada: até 28 de agosto

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*