Juca de Oliveira estreia Rei Lear em solo inédito na história teatral

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Este slideshow necessita de JavaScript.

SÃO PAULO- O “mago” dos solos teatrais, Elias Andreato, que já trouxe aos palcos personagens como Van Gog, Oscar Wilde, Artaud, entre tantos outros premiados solos que escreveu e interpretou, tem espalhado seu talento na direção de atores como Nilton Bicudo, Cássio Scapin e Débora Duboc, em espetáculos vibrantes interpretados por um único ator. O próximo solo dirigido por Andreato, Rei Lear, cuja estreia para o público será amanhã no Teatro Eva Herz, traz o ator Juca de Oliveira se dividindo entre oito personagens nessa adaptação da tragédia de Shakespeare.

Lear, rei da Bretanha, é um senhor de 80 anos de idade que decide abdicar do trono e dividi-lo entre suas três filhas, sendo que a mais jovem recusa a oferta, o que leva Lear a deserda-la, dividindo o reino entre as duas mais velha. O que o pai não esperava é que seria vítima de seus próprios rebentos, que, sem a menor cerimônia, não lhe dá abrigo nem assistência levando-o ao trágico desfecho.

A marca que torna essa montagem inédita no âmbito da história do teatro mundial é o fato da tragèdia escrita, em 1606, um dos últimos trabalhos de William Shakespeare (1564-1616), é ela ser interpretada por um único ator, Juca de Oliveira, em adaptação assinada por Geraldo Carneiro.

Como assinala o ator, a peça, como tantas outras do bardo inglês, revela sua vocação universal e atemporal, vez que “hoje, mais do que nunca, filhos e filhas, modernos clones de Goneril e Regan, continuam expulsando de casa os velhos pais para encarcerá-los em asilos, até a morte. Puro Shakespeare. Puro Rei Lear”.

 

Ficha Técnica:

Texto: William Shakespeare

Tradução e Adaptação: Geraldo Carneiro

Elenco: Juca de Oliveira

Direção: Elias Andreato

Assistente de Direção: André Acioli

Figurino e Cenário: Fabio Namatame

Iluminação: Wagner Freire

Preparação Corporal: Melissa Vettore

Trilha Sonora: Daniel Maia

Fotografia: João Caldas

Logo: Elifas Andreato

Programação Visual: Vicka Suarez

Assessoria de Imprensa: Morente Forte

Gestão de Patrocínios: AT Cultural

Administração / Lei Rouanet: Sodila Projetos Culturais

Direção de Produção: Keila Mégda Blascke

 REI LEAR

TEATRO EVA HERZ

Livraria Cultura – Conjunto Nacional

Avenida Paulista, 2073 – Bela Vista

Bilheteria: 3170-4059 / www.teatroevaherz.com.br

Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingos das 12h às 19h. Formas de Pagamento: Dinheiro / Cartões de débito – Visa Electron e Redeshop / Cartões de crédito – Amex, Visa, Mastercard, Dinners e Hipecard. Não aceita cheque.

Vendas: www.ingresso.com e 4003-2330

Sextas e Sábados às 21h | Domingos às 19h

Ingressos: R$ 60 

Duração: 60 minutos

Classificação: 14 anos 

Pré-estreia para convidados: quinta-feira, dia 17 de julho, às 21h 

Estreia 18 de Julho 

Temporada: até 12 de outubro

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*