Madame B – Fita Demo: peça com Mariana Senne volta em temporada popular

Maurício Mellone, para o www.favodomellone.com.br – parceiro do Aplauso Brasil

"Madame B - Fita Demo"
“Madame B – Fita Demo”

Com direção de Cibele Forjaz e dramaturgia do português Jorge Louraço, a atriz divide a cena com o ator basco Ieltxu Martinez Ortueta em montagem experimental, que fica em cartaz na Casa Livre até 31/03

SÃO PAULO – Depois de temporada no SESC Pinheiros no ano passado, a peça experimental Madame B- Fita Demo volta a ser apresentada a preços populares na Casa Livre, até o final de março. Num projeto idealizado pela atriz Mariana Senne, a peça é inspirada no clássico romance de Gustave Flaubert, Madame Bovary. Com a colaboração do dramaturgo português Jorge Louraço e direção de Cibele Forjaz, a montagem transpõe a personagem central do romance francês, Ema Bovary, para os dias atuais.

Se no romance de Flaubert havia uma crítica mordaz à burguesia, com a sedutora senhora Ema Bovary, casada com um tímido médico, se endividando em razão de seus amantes, nesta montagem teatral o olhar crítico é para o Brasil de hoje.

A senhora Ema exerce o mesmo papel de adúltera com entregadores de lojas: compradora compulsiva, ela na hora da entrega das mercadorias literalmente se entrega aos funcionários e os remunera sempre com cartão (de débito ou de crédito!)

"Madame B - Fita Demo"
“Madame B – Fita Demo”

Recoberto de papel kraft, o cenário — de Jan Brokof — traz elementos das histórias em quadrinhos (HQ) e é ao mesmo tempo uma garagem de ensaios musicais e o apartamento em que Ema recebe os entregadores das lojas (vividos pelo ator basco Ieltxu Martinez Ortueta).

 

As cenas se repetem alternadamente, num momento a banda Los Primatas se apresenta com músicas inspiradas no romance de Flaubert e em seguida Ema e o entregador fazem a mise-en-scéne.

“O resultado é uma dramaturgia original criada em processo colaborativo. Nossa montagem tenta identificar e reconhecer as potências e as falências de nosso país, realizando uma pesquisa auto-irônica”, explica Mariana Senne.

 

Com direção musical de Georgette Fadel e Luiz Gayotto e figurinos criativos de Simone Mina e Karina Sato, Madame B- Fita Demo permanece em cartaz até 31 de março, a preços populares.

Roteiro:
Madame B – Fita Demo
.  Concepção do projeto: Mariana Senne. Direção: Cibele Forjaz. Dramaturgia: Jorge Louraço. Elenco: Mariana Senne e Ieltxu Martinez Ortueta. Direção de movimento: Lu Favoreto. Direção musical: Luiz Gayotto e Georgette Fadel. Cenário: Jan Brokof. Figurinos: Simone Mina e Karina Sato. Iluminação: Wagner Antônio. Design gráfico: Ieltxu Martinez Ortueta. Fotos e vídeo: Cacá Bernardes e Bruna Lessa.

Serviço:
Casa Livre (50 lugares), Rua Pirineus, 107 (próximo à estação de metrô Marechal Deodoro). Horários: sexta e sábado às 21h e domingo às 19h. Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (pessoas com mais de 60 anos, professores da rede pública, estudantes e classe artística com comprovante). Bilheteria: abre uma hora antes do espetáculo, tel. (11) 3257-6652. Duração: 80 min. Classificação: 14 anos. Acesso para deficientes físicos. Temporada: até 31 de março de 2013.

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*