Mais de duas décadas de A Partilha comemorados com remontagem

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Miguel Falabella assina a direção da peça que o projetou como um dos nomes mais significativos da dramaturgia contemporânea brasileira

RIO DE JANEIRO  – Foi no dia 30 de maio de 1992. Era uma sessão de Sábado. O local era o hoje desativado e abandonado Teatro da OSPA, em Porto Alegre. Eu tinha 13 anos e tive o privilégio de assistir A Partilha, de Miguel Falabella. Já admirava e muito a carreira de Miguel. Sereias da Zona Sul, que eu assisti em 1989, onde Falabella brilhava ao lado de Guilherme Karam fez eu me tornar um espectador cativo de teatro.

Com A Partilha o encantamento não foi diferente. A história das quatro irmãs que se encontram no velório da mãe (Na primeira cena, quando as quatro estão em volta do caixão havia uma hilária participação em off de Jacqueline Laurence. Será que na nova montagem terá?) me fez rir muito e também ir às lágrimas especialmente, na cena em que Laura (interpretada por Thereza Piffer) revela para as três irmãs que é homossexual e o sofrimento que passou com a morte de sua companheira.

A Partilha tornou-se um dos mais importantes textos da história do teatro brasileiro. A história de Selma, Regina, Laura e Maria Lucia ganhou o mundo, sendo montada em países como Argentina, Peru e tantos outros. E consagrou Miguel Falabella como um dos grandes dramaturgos do teatro brasileiro contemporâneo.

Agora, a peça está de volta. O material de divulgação anuncia esta nova montagem como uma “celebração aos vinte e um anos desde que a peça estreou”. Susana Vieira, Arlete Salles, Thereza Piffer que estavam no elenco original estarão em cena novamente. E no papel da recatada Selma, que foi de Natália do Vale, está a igualmente talentosa Patrycia Travassos. Trata-se de uma celebração e, é claro, que eu não perderei.

A Partilha

Estreia no dia 03 de Agosto no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro-Rua Afrânio de Melo Franco 290, Leblon – Rio de janeiro, RJ.

Preços:

5ª E 6ªR$ 100,00 (PLATEIA VIP E CAMAROTE)
R$ 80,00 (PLATEIA SETOR 1) R$ 60,00 (BALCÃO SETOR 2) R$ 40,00 (BALCÃO SETOR 3) SAB E DOM R$ 120,00 (PLATEIA VIP E CAMAROTE)
R$ 100,00 (PLATEIA SETOR 1) R$ 80,00 (BALCÃO SETOR 2)
R$ 60,00 (BALCÃO SETOR 3)

Bilheteria:

Novos horários da bilheteria: 3af e 4af – 15h / 20h
5af e 6af – 15h / 22h.Sábado – 15h / 22:30h
Domingo – 15h / 20:30h

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*