MARIETA SEVERO PROTAGONIZA INCÊNDIOS

Michel Fernandes e Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com.br)

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

SÃO PAULO- Depois de temporada carioca com ingressos esgotados com antecedência durante os nove meses em que ficou em cartaz, a tragédia contemporânea Incêndios, escrita pelo libanês, radicado no Canadá, Wajdi Mouawadi, dirigida por Aderbal Freire-Filho e protagonizada por Marieta Severo, estreia nesta sexta-feira (19), 21h, no Teatro FAAP.

Incêndios traz aos palcos a saga da libanesa Nawal Marwan (Marieta Severo), exilada no Canadá, dos tempos de sua juventude até sua morte, aos sessenta e tantos anos de idade.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

Um dos pontos decisivos para Marieta Severo acenar positivamente à proposta do ator Felipe de Carolis, produtor associado à atriz e à Maria Siman, foi a “oportunidade de contar uma história da magnitude dessa mulher, passando por momentos cruciais de sua vida”.

Nawal, como todas as mulheres libanesas, tem acesso limitado à liberdade. Casa muito jovem sem o direito de escolher o cônjuge, é  mãe ainda na puberdade e, mesmo assim, encontra forças para se rebelar contra a Guerra Civil que assola seu país.

A busca pela liberdade leva Nawal à prisão, onde é vítima de estupro e tiram um de seus filhos. Passa os últimos anos de sua vida exilada no Canadá, ao lado dos filhos gêmeos Simon e Jeanne (Felipe de Carolis e Keli Freitas), mas deixa a eles um legado como herança: encontrem o pai e o irmão perdido no passado, dos quais ela nunca soube o paradeiro, e que entreguem a eles duas cartas que contêm revelações sobre a sua vida.

Os gêmeos, que sempre se sentiram rejeitados pela mãe, travam contato com uma identidade jamais revelada de Nawal.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

¨Fiquei tocado com o fato de uma pessoa viver com alguém durante anos e não conhecê-la”, conta Felipe de Carolis.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

Simon e Jeanne partem para um país assolado pela guerra em busca de um irmão do qual não sabiam da existência e de um pai que julgavam morto, tendo que conviver com tradições muito diferentes daquelas com as quais estão acostumados no Ocidente.

“A guerra permeia a vida dos personagens, mas não é o tema principal. O texto apresenta relações familiares complexas e a explosão de incêndios da alma, após a revelação de verdades desconhecidas. Traz reflexões sobre como é possível manter a integridade humana num contexto desumano”, assim define Wajdi Mouawad seu texto.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

 

 

 

 

 

¨Quero através dessa história dar o testemunho da minha geração¨, afirma Marieta Severo.

 

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

Convidada pelo produtor e idealizador do projeto Felipe de Carolis para interpretar Nawal, Marieta  vive a protagonista desde a sua juventude até a sua morte. A força poética do texto foi o que a impulsionou a aceitar prontamente o desafio.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

¨Nawal é uma mulher de uma força muito grande porque é uma sobrevivente”, opina.

Segundo Marieta, Incêndios conta uma belíssima história :¨Uma narrativa contemporânea que acredita na força do teatro e na imaginação do espectador¨, diz.

Assim que leu o texto, Marieta fez analogia da trama com as pessoas que sofreram com a ditadura no Brasil, lembrando especialmente das mães que perderam os seus filhos.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

A atriz dedica a criação da sua personagem à estilista Zuzu Angel, mãe do militante político Stuart Angel Jones, que travou uma grande batalha para encontrar o corpo do seu filho, mas acabou morrendo num acidente de carro, vítima de um atentado.

Segundo a atriz, a oportunidade de participar desse projeto tem um valor muito especial em sua vida porque ela conviveu com muitas pessoas que foram perseguidas e torturadas. Marieta conheceu Zuzu pessoalmente. Conta que Zuzu escreveu diversas cartas de denúncia a militares, intelectuais e artistas brasileiros e que uma delas chegou a suas mãos.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

¨Quero através dessa história dar o testemunho da minha geração¨, afirma.

Marieta revela que criar a personagem e interpretar as suas variadas idades e fases não foi fácil. Para ela, um dos maiores méritos desse espetáculo e da sua profissão é a possibilidade de contar uma grande e belíssima história. Teve pudor em lidar com um assunto tão delicado, mas se alimentou de depoimentos e da sua convivência com muitos amigos vitimas de torturas na época da ditadura.

 

“O talento do elenco queima no mesmo fogo a realidade e a ilusão’, diz Aderbal Freire-Filho

INCÊNDIOS , entre muitos outros prêmios, valeu o Shell ao diretor Aderbal Freire-Filho
INCÊNDIOS , entre muitos outros prêmios, valeu o Shell ao diretor Aderbal Freire-Filho

O foco da encenação está na interpretação dos atores e na dramaticidade do texto. Para a mudança de personagens, o que vale é o talento dos atores, que se transformam sem grandes mudanças no figurino, assinado por Antonio Medeiros,  ou na maquiagem.

O diretor Aderbal Freire-Filho não trabalhou com muitos recursos cênicos. Para a ambientação de cena, foi criado um palco infinito, assinado pelo cenógrafo Fernando Mello da Costa, que retrata as mudanças de tempo e de lugar.

INCÊNDIOS - FOTO DE LEO AVERSA
INCÊNDIOS – FOTO DE LEO AVERSA

¨O palco infinito pode ir de um continente a outro e de um tempo a outro, desde que o conjunto da encenação desperte a imaginação do espectador e é isso que as atrizes e os atores de Incêndios têm como objetivo. Em um cenário de grande impacto plástico em sua simplicidade, o talento do elenco queima no mesmo fogo a realidade e a ilusão’, diz o diretor.

Para o diretor, uma das maiores qualidades de Incêndios é a poesia com a qual o autor fala das tensões entre homem e sociedade.Na sua opinião, um dos momentos mais impactantes da encenação é o parto de Nawal e o roubo do seu filho.

Sobre Wajdi Mouawad 

O dramaturgo nasceu no Líbano em 1968. Aos 10 anos, deixou seu país natal devastado pela guerra e partiu para Paris com a família. Em 1983, mudou-se para o Canadá (Montreal). De 1990 a 1999, codirige a Companhia de Teatro Ô Speaker. Ao mesmo tempo, escreve Litoral, anterior a Incêndios, que unidas a outras duas peças, formarão a tetralogia denominada por ele como Sangue das Promessas.Com o espetáculo Incêndios, arrebata a crítica e leva todos os principais prêmios.De 2000 a 2004, dirigiu o Teatro dos Três Vinténs em Montreal. Em 2005, fundou duas companhias especializadas no desenvolvimento de novos trabalhos: Abé carré cé carré, no Canadá e Au carré de l’hipotenuse, na França.Nos últimos 15 anos, Wajdi Mouawad se estabeleceu como um original e singular encenador do teatro contemporâneo. Em todos os seus trabalhos, peças de sua autoria Tideline,Scorched,Forêts e Ciels, dentre outras, expressam a convicção que a ‘arte se porta como testemunha da existência humana através do prisma da beleza’.

Ficha Técnica:

Autor:Wajdi Mouawad

Tradução:
Angela Leite Lopes

Direção:
Aderbal Freire-Filho

Com Marieta Severo, Felipe de Carolis, Keli Freitas, Marcio Vito, Kelzy Ecard, Fabianna de Mello e Souza, Flávio Tolezani e Isaac Bernat
Cenografia:
Fernando Mello da Costa
Iluminação:
Luiz Paulo Nenen

Figurinos:
Antonio Medeiros

Trilha Sonora:
Tato Taborda


Direção de Produção:
Maria Siman

Produção Executiva:
Luciano Marcelo
Produtores:
Maria Siman, Felipe de Carolis e Marieta Severo

Produtor associado:
Pablo Sanábio

Idealização do Projeto:
Felipe de Carolis
Realização:
Primeira Página Produções, Emerge  e Teatro Poeira

Serviço:

Incêndios

Estreia: 19 de setembro
Temporada: até 14 de dezembro
Local: Teatro FAAP
Endereço: Rua Alagoas, 903 – Higienópolis, São Paulo – SP
Horários:
Sexta-feira, às 21h
Sábado, às 21h
Domingo, às 17h
Preços:
Sexta-feira: R$ 60,00 (inteira)
Sábado e Domingo: R$ 90,00 (inteira)
Televendas: 3662-7233 e 3662-7234
Bilheteria: quarta a sábado, de 14h às 20h. Domingo, de 14h às 17h
Compras on-line: www.teatrofaap.showare.com.br
Duração: 120 minutos

 

entra em cartaz na capital paulista com reconhecimento do público e da crítica. Vencedor do prêmio Shell de Melhor Direção, o espetáculo também ganhou 4  prêmios APTR (Espetáculo: Atriz: Marieta Severo, Atriz Coadjuvante: Kelzy Ecard e Cenografia: Fernando Mello da Costa) e o Prêmio Questão de Crítica de Melhor Ator pela atuação de Márcio Vito.O texto do autor libanês Wajdi Mouawad, que ganhou montagem em 15 países e foi adaptado para o cinema com indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, é montado pela primeira vez no Brasil e discute o absurdo da guerra. O elenco é protagonizado por Marieta Severo e formado pelos atores Felipe de Carolis, Keli Freitas, Kelzy Ecard, Márcio Vito, Isaac Bernat, Flávio Tolezani e Fabianna de Mello e Souza. A direção é Aderbal Freire-Filho. A produção é de Maria Siman, de Marieta Severo e do ator Felipe de Carolis. A
Classificação etária: 14 anos
Capacidade: 504 lugares
Estacionamento gratuito no local com vagas limitadas
*O estacionamento abre uma hora e meia antes do início do espetáculo
Incêndios é patrocinado pelo Banco Itaú. Os recursos foram captados através da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet

 

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado