Memória da Cana traz sua casa-grande ao Festival de Curitiba

Foto: Bruno Tetto / clix.fot.br

Theo Alves*, especial para o Aplauso Brasil (theo@aplausobrasil.com)

Adaptação do texto Álbum de Família, de Nelson Rodrigues, Memória da Cana está em cartaz no Festival de Curitiba. Dirigida por Newton Moreno, a peça é encenada em um cenário extremamente bem concebido: a reprodução de uma casa-grande da época do colonialismo.

“Na verdade, nós estamos experimentando a peça fora da sede do grupo Os Fofos Encenam. É claro que fizemos algumas adaptações, mas nada que comprometa o resultado final do espetáculo. Aqui, em Curitiba, queremos apresentá-lo do jeito que ele é”, disse Newton Moreno.

 Com referências também na obra Casa Grande & Senzala, de Gilberto Freyre, Memória da Cana retrata uma típica família patriarcal brasileira. No elenco, quase todos os atores são pernambucanos, com exceção da paulista Kátia Daher.

“Além das obras de Nelson Rodrigues e Gilberto Freyre, nós usamos a memórias pessoais dos atores. Suas experiências familiares e, principalmente, das lembranças que trazem de Pernambuco”, explica Moreno.

Memória da Cana ainda traz no elenco Carlos Ataíde, Luciana Lyra, Paulo de Pontes, Marcelo Andrade e Viviane Madureira. O espetáculo se apresenta durante o Festival de Curitiba até amanhã (28), na Arena da Baixada.  

Veja a galeria de fotos de Memória da Cana!

*Theo Alves viajou a convite do Festival de Curitiba

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.