Miguel Falabella quer estrear “Memórias de um Gigolô” em São Paulo

Michel Fernandes para o jornal O Diário de São Paulo

matéria publicada dia 21 de outubro na edição impressa do jornal

Miguel Falabella em "A Gaiola das Loucas"

A superprodução musical “A Gaiola das Loucas” chega a São Paulo (Teatro Bradesco) espalhando no ar o doce perfume de uma bem-sucedida temporada carioca (concorre ao Prêmio Shell de Teatro com os figurinos de Cláudio Tovar). E um sorridente Miguel Falabella (quem assina direção, adaptação e, também, protagoniza a peça, ao lado de Diogo Vilela) já planeja com entusiasmo sua próxima empreitada: a adaptação do romance “Memórias de um Gigolô”, de Marcus Rey. “Tenho certeza que será um musical excelente e precisa estrear em São Paulo, porque tem tudo a ver com a história da cidade”, (a obra de Rey é ambientada no fim dos anos 1920 em São Paulo) disse um empolgado Falabella.

Mesmo sem data certa para sua estreia – “ainda não fechamos patrocínio” –, Falabella se diz mais preparado para realizar musicais – “traduzir, dirigir e atuar nesses clássicos dos musicais me tornam mais ciente de sua estrutura, dramaturgia etc.” – e acha que os “detratores” do gênero não enxergam o desejo do público diante desses espetáculos. “É preciso pensar por que o teatro é tão maltratado nesse país, sobretudo o teatro musical. Não quero papo, amizade, nem sentar pra dar uma simples gargalhada com pessoas que julgam que o musical seja um gênero menor, porque são pessoas sem senso de humor. O musical é uma noite feliz no teatro”, desabafa. Quando gestor dos teatros municipais do Rio de Janeiro, Falabella recebeu acusações de estar encaminhando o teatro público para o tipo de espetáculos sem valores de discussão estética, mas Miguel acredita que buscou dar à população, que não tinha acesso a esse tipo de espetáculo, superproduções musicais como “Império” e “Ópera do Malandro”. “O povo gosta de brilho, até a favela da Rocinha, à noite, fica linda com aquelas luzes piscando. A vida é muito difícil e esse tipo de teatro proporciona um respiro diante dessa realidade”, conclui.

SAIBA MAIS

Um cabaré chamado “A Gaiola das Loucas”

Campanha ‘Vá ao Teatro’ tem ingressos a R$ 5 para 81 peças em SP

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*