Miriam Rinaldi dirige novo trabalho do Núcleo Caixa Preta

Redação (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

DISSIDENTES, do francês Michel Vinaver
DISSIDENTES, do francês Michel Vinaver

Dirigidos pela atriz Miriam Rinaldi (Da Trilogia Bíblica do Teatro da Vertigem), o Núcleo Caixa Preta apresenta, a partir desta quinta-feira (25), 21h, o texto, inédito no Brasil, Dissidentes, do dramaturgo francês Michel Vinaver, um dos mais importantes dos atuantes da área no país.

A montagem mostra a vida cotidiana de uma mãe (Cácia Goulart, indicada ao Prêmio SHELL Melhor Atriz 2008 e 2003/SP por Bartleby e Navalha na Carne respectivamente) e Felipe (José Geraldo Rodrigues, do longa Linha de Passe), seu filho adolescente. Desquitada e abalada pela possibilidade iminente de desemprego, a personagem precisa adaptar-se ao fato de que será substituída por uma máquina. Em contraponto, seu filho vive a experiência do primeiro emprego e as dificuldades no trabalho duro em uma indústria de linha de montagem.

Sobre a montagem

O interesse pela dramaturgia francesa e um encontro com a obra de Michel Vinaver através de pesquisas formam os principais motivos que levaram Cácia Goulart à iniciativa de montar Dissidente pela primeira vez no Brasil.

“Fui tomada por sentimentos inquietantes após a leitura do texto, pois Dissidente, sem dúvida (título original) inaugura uma profunda remodelação das estruturas dramáticas, depois de Michel Vinaver é quase impossível pensar em Teatro Aristotélico, Teatro Épico, Tempo e Espaço, um profundo desafio para o trabalho dos atores e para a direção”, afirma a atriz e produtora do espetáculo além de fundadora do Núcleo Caixa Preta.

Para a diretora Miriam Rinaldi, o espectador dessa obra é colocado numa espécie de jogo em que ele participa preenchendo lacunas, dando sentido às frases interrompidas e elipses da narrativa.  O desafio desta montagem está, portanto, em manter essa fina linha entre mentiras e verdades do jogo de aparências vivido por mãe e filho.

Ficha Técnica

Texto: MICHEL VINAVER Tradução: JEAN CLAUDE BERNARDET e RUBENS REWALDDireção: MIRIAM RINALDI Atores: CÁCIA GOULART  e  JOSÉ GERALDO  RODRIGUESCenografia: ANDRÉ CORTEZ Iluminação: LÚCIA CHEDIECK Preparação Corporal: INÊS ARANHA Música original: AMILCAR FARINA Figurinos/adereços/visagismo: MARINA REIS Fotografia: CACÁ BERNARDES Realização: NÚCLEO CAIXA PRETA da Cooperativa Paulista de Teatro

Dissidente

LOCAL: Sesc Consolação – Espaço BETA – R. Dr. Vila Nova, 245 – V. Buarque Tel (11) 3234-3000

Temporada: 25/02/2010 (estreia) a 01/04/2010. Quintas e Sextas, às 21h. Duração: 60 minutos, 14 anos, Lotação: 60 lugares.  OBS: Dia 19 de março haverá apresentação também às 15h. Preços: R$ 10,00 inteira, R$ 5,00 usuário matriculado no SESC e dependentes, pessoas com mais de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante e R$ 2,50 trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*