Mostra de Dramaturgia Sesi – Teatro Guaíra tem apresentações durante o Festival de Teatro de Curitiba

Da redação do Festival de Teatro de Curitiba 

Mesa redonda e espetáculos são as atrações do núcleo de dramaturgia Sesi no Festival de Curitiba

CURITIBA – Durante o Festival de Teatro de Curitiba, que acontece entre os dias 25 de março e 06 de abril, o público curitibano vai poder assistir a 10 montagens teatrais escritas e dirigidas pela nova geração de dramaturgos e diretores paranaenses, integrantes do Núcleo de Dramaturgia Sesi – Teatro Guaíra.  A Mostra de Dramaturgia Sesi – Teatro Guaíra 2014 acontece no Teatro José Maria Santos – Centro Cultural Teatro Guaíra e a entrada é R$10,00 e R$5,00 (meia).

Além das 10 montagens, ocorre no dia 02 de abril, às 22h, uma mesa redonda com Roberto Alvim, autor, diretor e coordenador de conteúdo do Núcleo de Dramaturgia, e Gil Vicente Tavares, dramaturgo da Mostra Baiana Fringe 2014, sobre Dramaturgia Contemporânea.

Entre os espetáculos que o público vai conferir na Mostra estão: “Melhor ir mais cedo pular da Janela”, texto de Léo Moita que dirige também “Coração de 29 Polegadas”; “Gafanhoto” de Paulo Zwolinski com direção de Don Correa. “Mar” (foto), texto e direção Alexandre Lautert – Núcleo Iniciante 2012. “Frenesi”, com texto e direção Raquel Schaedler. “Sete”, de Dione Carlos e direção de Thadeu Peronne. “Hipotermia”, de Max Reinert e direção Gerson Delliano. “Full Contakt”, com texto e direção Andrew Knoll. “Um rosto que espreme”, de Ana Johann com direção de Diego Fortes. “Histórias de Cachorros e Outros Animais”, de Ana Johan e direção Talita Neves.

O Núcleo de Dramaturgia Sesi – Teatro Guaíra apresenta também a oficina de dramaturgia contemporânea conduzida pela autora italiana Letizia Russo, que ministra oficinas de dramaturgia teatral na Itália e em outros países do exterior. A autora vem a Curitiba para a estreia do espetáculo Tumba de Cães e vai compartilhar seus conhecimentos com os participantes da oficina, que acontece nos dias 27, 30 e 31 de março e 1º de abril, das 17h às 21h, no Centro Cultural Heitor Stockler de França.

SERVIÇO

Mostra de Dramaturgia Sesi – Teatro Guaíra 2014

“Melhor ir mais cedo pular da Janela”

Data: 02 de abril

Horário: 21h

Sinopse: Um lugar para que as palavras possam viver. Um lugar para que a ação mova a imaginação. Um lugar para que o tempo se transforme. Uma paragem que possibilite um salto. Para dar voz às vozes foi preciso respirar, decidir e investir para que toda palavra, toda ação, todo o tempo vivesse em cena de forma nova no aqui e agora que o teatro requer. E a vida fez-se aos olhos.

Mesa Redonda com Roberto Alvim e Gil Vicente Tavares

Data: 02 de abril

Horário: 22h

Coração de 29 Polegadas

Data: 03 de abril

Horário: 19h

Sinopse: Um lugar onde vidas e mortes se encontram. Neste lugar os últimos batimentos ecoam. O músculo perdura a vida. E mesmo assim no segundo antes da morte a eternidade se abre e mostra um coração de 29 polegadas explode em profecias.

Gafanhoto

Data: 03 de abril

Horário: 21h

Sinopse: A morte como ponto de vista: os saltos entre diversas experiências de destruição. O gafanhoto traz a praga, a devastação, receber sua visita é o privilégio de experienciar a morte, não somente de si mesmo, mas de todos que já viveram.

Mar

Data: 04 de abril

Horário: 19h

Sinopse: O balanço das ondas me desnorteia. Inunda meu labirinto com os sons do mar. Pudera eu ficar estável em meio à oscilação. Me abster de sua influência.

Firmar os pés no convés.

Frenesi

Data: 04 de abril

Horário: 21h

Sinopse: A sexualidade é um terreno de violência. Somos freqüentemente compelidos a forjar nosso desejo quando estimulados em padrões aceitáveis e rechaçados por qualquer atração que se afaste da normal culta. Mas o desejo é a pulsão sexual atravessada pela cultura, e em meio a tantas convenções hegemônicas não é surpreendente que mal seja possível discernir aonde ele reside legitimamente, dissociado das posturas sociais protocolares.

Sete

Data: 05 de abril

Horário: 18h

Sinopse: Sete instiga nosso estado existencial a saltos quânticos por insuspeitadas sensações e vibrações, habitando num seqüencial único, num estado supremo de hibridações distintas que podem habitar tanto num planeta distante para dentro de nós quanto em nossas indubitáveis explosões atômicas para “longe” de nós.

Hipotermia

Data: 05 de abril

Horário: 20h

Sinopse: Não pense, não tenha vontade, não tenha desejo. Quanto dura uma vida de 38 anos? Qual a diferença que faria dois segundos? Quanto tempo pode durar 30 minutos? Como lembra da neve aquele que ao frio não pode mais reagir? Primeiro o calafrio, depois estupor, depois o deixar-se ir. Acrescente-se a isso a sensação onipresente de violência que emerge continuamente pelas bordas do nosso campo de visão.

“Full Contakt”

Data: 05 de abril

Horário: 22h

Sinopse: Ele próprio universo complexo. Ele sua própria linguagem. Aqui, no dentro e em seus arredores, é onde nos situamos para apresentar este corpo texto desejo, que tenciona em vir à tona respirar.

“Um rosto que espreme

Data: 06 de abril

Horário: 19h

Sinopse: Uma mulher inserida numa estrutura familiar convencional: o marido, os filhos, o condomínio de luxo, os bichos de estimação, as notícias cotidianas. Algo tão reconhecível e convencional, mas que a habilidade caleidoscópica da escrita de Ana Johann consegue dar uma dimensão maior de suspense, horror e sexualidade.

Histórias de Cachorros e Outros Animais

Data: 06 de abril

Horário: 21h

Sinopse: Eu queria ter palavras pra dizer alguma coisa. Sobre tudo que se vê daqui. Um cemitério embaixo dela. Todos enraizados e abraçados por longas raízes. Como bebês dormindo em seu colo. Como bebês dormindo em seu colo.

 

Local: Teatro José Maria Santos – Centro Cultural Teatro Guaira – Rua 13 de maio, 655 – Curitiba – PR

Entrada franca.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado