Mostra de Teatro do projeto Ademar Guerra deixa registrada sua marca

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil ( Michel@aplausobrasil.com.br )

Aldo Valentim e Sérgio Ferrara

COTIA –  Até o próximo domingo (18), espetáculos  e processos cênicos do Projeto Ademar Guerra serão apresentados na Mostra de Teatro. Na abertura do evento na tarde da última quinta-feira (15) o coordenador geral do Projeto Aldo Valentim, agradeceu a todos os participantes, inclusive os representantes ( 82 grupos de 80 cidades do interior paulista são atendidos pelo programa)  que não apresentam trabalhos, e aos parceiros do projeto criado em 1997 pela Secretaria de Estado da Cultura e chamou, entre outros, ao palco o curador artístico Sergio Ferrara, que deixou claro as bases que regem seu trabalho: fomentar a pesquisa.

O Grupo da Ilha Solteira inaugurou a Mostra dos processos de trabalhos e, assim como observado por Sergio Ferrara optou por editar o processo demonstrado.  Ao priorizar partes menos interessantes comprometeu o trabalho. Sergio disse ter sentido falta da pesquisa cênica realizada com as caixas que se transformavam em seres animados ou objetos artísticos.

Faltou o diálogo entre o que foi apresentado pela Cia. de Teatro Desde Amanhã  e o público, evidenciando apenas a redundância na abordagem do tema proposto: o tempo na vida das pessoa.

A apresentação de Transitórios em processo não se configura em um fracasso para o grupo. É importante ressaltar que os mesmos mostraram um trabalho em processo, portanto sujeito a alterações. Creio que um grupo ao se expor perante qualquer plateia deve anotar os comentários e, em lugar de desanimar quando as observações são negativas, pode buscar alternativas para transformar o processo,  ou seja, deglutir as informações recebidas  e colocar em ação o que interpretou delas,contando sempre com o aporte do profissional orientador, no caso Antônio Ginco.

*Michel Fernandes viajou a convite do Projeto Ademar Guerra

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.