MTPAG 2013: A emoção espontânea de Riversul

Michel Fernandes é colaborador especial do Projeto Ademar Guerra (michel@aplausobrasil.com)

Gabriela Uckracheski, o Carteiro
Gabriela Uckracheski, o Carteiro

GARÇA (SP) – Quando preenchido de verdade, o teatro é, dentre toas as formas artístiticas, a atividade que atinge mais verticalmente nossa sensibilidade. É o que ocorre em A Carta Sem Remetente em que o grupo Ânimadoka, de Riversul, consegue da plateia absoluto envolvimento emocional, graças à espontaneidade das interpretações.

Além da tenra idade, os integrantes do grupo não tem experiência alguma com teatro – alguns deles nunca tinham visto uma peça de teatro – o que tornaria uma avaliação sobre as técnicas de interpretação seriam descabidas, mas a grata surpresa vem da forma espontânea com que os intérpretes encarnam seus personagens. A simplicidade e verdade impressas captam a emoção do espectador que mergulha no universo proposto.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado