Mulher grávida paga meia em comédia sobre gestantes

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Veridiana Toledo em "Meu Trabalho é um Parto"

Em Meu Trabalho é um Parto, monólogo cômico que estreia hoje às 21h30, no Teatro União Cultural, sob direção de Marcelo Galdino e Helô Cintra, a atriz (que assina o texto) foi à campo para encontrar histórias curiosas sobre a gestação. As histórias mais inusitadas compõem o texto. E gestantes pagam meia-entrada.

Sozinha em cena, Veridiana Toledo vive situações embaraçosas e divertidas, envolvendo mitos sobre a gravidez, alterações de humor e sensibilidade feminina na gestação. Com 12 personagens e mais 13 intervenções vocais, Meu Trabalho é um Parto conta com diferentes figurinos, adereços (de Marina Reis) e trilha sonora para cada personagem (de Morris Piccioto). O cenário e a luz ficam a cargo de Marisa Bentivegna.

"Meu Trabalho é um Parto"

“Veridiana é uma atriz extremamente flexível e isso facilita o trabalho de um diretor. Juntos, criamos um extenso repertório de voz e corpo que dão vida a estas mulheres tão diferentes”, conta Helô Cintra, co-diretora ao lado de Marcelo Galdino. “É uma comédia inspirada em histórias reais, por isso queremos trazer veracidade para estas cenas. Por mais cômicas que sejam, estamos falando de mulheres reais”, completa.

Sinopse

Uma atriz grávida (Veridiana Toledo) entra em cena para fazer um teste de seleção de elenco para a peça Romeu e Julieta. Quando o diretor percebe a sua barriga, ele corta a cena e a reprova. Seria impossível Julieta, que acabou de perder a virgindade, ter uma barriga de seis meses de gravidez.

Desolada, a atriz se dirige à plateia em busca de um trabalho para uma grávida e desenvolve, a partir de então, um diálogo direto, contando histórias reais e situações variadas do universo feminino no período de gestação. Sempre com humor e descontração, a atriz se desdobra em diversas personagens que a ajudam a contar as diversas histórias de mulheres grávidas.

"Meu Trabalho é um Parto", de e com Veridiana Toledo

Alguns personagens

Mirtes é uma personagem que a autora criou há anos. A “chata de plantão”, como define, conta desgraças sobre a gravidez.  “Criei a partir de um relato de uma amiga, que diz ter desenvolvido o terceiro ouvido para se livrar desse tipo de gente”, diz a autora.

Riovaldo é o único personagem masculino. Nervoso, queixa-se das peculiaridades de uma mulher grávida, como vomitar ao sentir o cheiro de um salgadinho e o incômodo sobre todos fazerem carinho na barriga de sua esposa.

tem desejos por coisas estranhas. Gosta de comer crosta queimada de pavio da lamparina e melancia com farinha.

E a Executiva é uma personagem que tem sérios problemas com gazes e sofre muito durante uma importante reunião de negócios. “A história é verídica e a personagem quase me obrigou a assinar um documento em cartório me comprometendo a manter sigilo sobre seu nome”, brinca Veridiana.

"Meu Trabalho é um Parto"

Meu Trabalho é um Parto. Estreia dia 5 de agosto de 2011, sexta-feira, às 21h30, no Teatro União CulturalTemporada:Sextas, às 21h30, sábados, às 21h e domingos às 20h. Até 13 de novembroCensura: 14 anos. Vendas pelo www.ingresso.comCapacidade: 285 lugares. Duração: 60 minutos. Ingressos:Sextas e domingos: R$ 50 e sábados: R$ 60. ** 50% de desconto para gestante.

TEATRO UNIÃO CULTURALRua Mario Amaral, 209. Telefone 2148 2900 / 2148 2904.Capacidade: 285 lugares. Horário de funcionamento da bilheteria: Segunda e terça, das 9h às 17 horas. Quarta a domingo, das 13h às 21h30. Aceita os cartões de crédito e débito: Visa, Máster, American Express e Diners. Possui acesso para deficientes e ar condicionado. Estacionamento conveniado na Rua Teixeira da Silva, 560 a R$10,00.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*