Mulheres à solta no palco com sede de vingança­

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)

Comédia Mucho Loca começa temporada em Santo André. Foto: Fabio Barrocal
Comédia “Mucho Locas” começa temporada em Santo André. Foto: Fabio Barrocal

SÃO PAULO – Na comédia Mucho Locas quatro mulheres com quatro destinos e histórias diferentes se unem para uma vingança contra seus maridos.O resultado disso são muitas risadas. O texto é de José Vitor Rack, paulistano, radicado em São José do Rio Preto. A direção é do carioca Tom Arruda, que assina a sua primeira produção na capital paulista.No palco: Alessandra Vitanis, Evelyn Elman,  Marisa Carnicelli e Valéria Gomes. Participações dos dançarinos Luccas Cassimiro e Thiago Labbate. A temporada começa no Teatro Municipal de Santo André, em 10 de agosto.

A peça mostra a trajetória de quatro mulheres que foram internadas por seus maridos numa casa de repouso particular, na Serra da Mantiqueira. De classes sociais, educação, valores morais, estilo de vida e histórias diferenciadas, dificilmente seriam amigas fora daquele lugar. Porém elas descobrem fatos comuns entre si e seu passado, que acaba influenciando o futuro delas. Isso as une novamente em torno de um objetivo grandioso: fugir dali e fazer um plano de vingança contra quem as in ternou.

Escrita por José Vitor Rack especialmente para Tom Arruda, Mucho Locas, é uma comédia leve, que segundo o autor promove diversão, mas tem como objetivo colocar em pauta reflexões sobre a “ditadura da beleza e do corpo ideal”. Questiona o limite entre a loucura e a “normalidade”, além de discutir a estrutura do teatro.

“Escrevi este espetáculo tendo duas coisas em mente: fazer um teatro divertido e questionador. O texto mostra que a fronteira entre a loucura e a normalidade é muito mais tênue do que parece e, sobretudo, questiona a estrutura clássica do teatro… onde demonstra que nem só as fórmulas acadêmicas conseguem produzir um bom espetáculo”, diz o autor.

A trilha especialmente composta para a encenação tem compositores como Flávio Venturini. Fernando Pires assina o design dos sapatos usados pelas atrizes.

Depois de Santo André, Mucho Locas continuará viajando: para 30 de agosto já foi marcada apresentação em São Caetano/SP. O objetivo e entrar em cartaz em São Paulo ainda este ano.

 Eenco:
Alessandra Vitanis
Evelyn Elman
Marisa Carnicelli
Valéria Gomes 

Participações especiais dos dançarinos:
Lucas Cassimiro e Thiago Labbate
Stand in: Marcela Oliveira.

Texto: José Vitor Rack
Direção: Tom Arruda
Cenografia e Figurinos: Tom Arruda
Artista Plástico: Celso Rorato
Construção de Cenário e Camareiras: L´ Equipe
Operador de Luz: Elton Ramos e Marcus Filomenus
Trilha Sonora e Operação de Som: Enoque de Paula
Narração: Ney Casanova ( Tupi FM)
Calçados exclusivos: Fernando Pires
Costureira de Hábitos: Débora Muniz
Maquiagem de Cena e Estúdio: Jeff Souza
Fotos de Cena e Studio: Fabio Barrocal
Designer Gráfico: Fabio Barrocal
Logo do Projeto: Giovana Braido e Amanda Machado
Programação Audiovisual: R8 Produções
Making Off: R8 Produções
Assessoria de Imprensa: Nanda Rovere
Direção de Produção: Tom Arruda (Produtom)
Assistente de Produção: Silvia Figueiredo
Produtores Colaboradores: Liana Obata e Keila Blaske
Realização: Produtom

Serviço:
Dia 10 de agosto de 2013
Sábado, às 19h00 e 21h00, Praça IV Centenário, s/nº. Centro. Santo André/SP.
Tel.: (11) 4433-0789. (478 lugares)

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*