Ná Ozzetti em apresentação única no Auditório do Ibirapuera

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michelfernandes@superig.com.br)

balagandãs“Silêncio, façam alas, ordem, respeito e nem um grito de bamba, quero os tamborins de grande gala que vai passar” a imperatriz do samba, parafraseando Waldemar Silva, compositor de Imperador do Samba, música que abre Balangandãs, show de Ná Ozzetti que tem apresentação única logo mais, 21h, no Auditório do Ibirapuera, convidamos nosso leitor da maneira mais respeitosa que esse espetáculo merece a não perder a única apresentação que ele terá.

Assisti, ainda no primeiro semestre do ano, a estréia de Balagandãs e recordo que Ná Ozzetti disse que o trabalho era fruto de uma admiração que nutria, desde sua juventude, por nossa “Imperatriz do Samba”, Carmen Miranda, e acendia refletores em composições menos comuns (se é que isso é possível!) do repertório interpretado no início da carreira da Brazilian Bombshell. A leitura dada por Ná nas músicas faz jus ao Prêmio Bravo! Prime 2009 de Melhor CD de MPB que Balangandãs traz em sua bagagem.

Além de Ná-Carmen sobem o palco os músicos-Bando da Lua (grupo que, por anos, seguiu Miss. Miranda) Dante Ozzetti, Mário Manga, Sérgio Reze e Zé Alexandre Carvalho, nesse show que traz canções de Assis Valente (Camisa Listada, Recenseamento), Synval Silva (Adeus Batucada, Ao voltar do samba), Ary Barroso (Na batucada da vida), Dorival Caymmi (A preta do acarajé) e Braguinha (Touradas em Madri), entre outros.

 

naRepertório do show
1. Imperador do samba (Waldemar Silva)
2. Recenseamento (Assis Valente)
3. Camisa listada (Assis Valente)
4. Na batucada da vida (Ary Barroso / Luiz Peixoto)
5. Ao voltar do samba (Synval Silva)
6. E o mundo não acabou (Assis Valente)
7. Tic Tac do meu coração (Walfrido Silva / Alcyr Pires Vermelho)
8. Disseram que eu voltei americanizada (Luiz Peixoto / Vicente Paiva)
9. Diz que tem (Vicente Paiva / Anibal Cruz)
10. Boneca de piche (Ary Barroso / Luiz Iglesias)
11. A preta do acarajé (Dorival Caymmi)
12. O samba e o tango (Amado Regis)
13. Fon-fon (João de Barro / Alberto Caieiro)
14. Touradas em Madri (João de Barro (Braguinha) / Alberto Ribeiro)
15. Tico-Tico no fubá (Zequinha Abreu / Aloysio de Oliveira)

Serviço

Data: dia 05 de dezembro de 2009 
Horários: sábado, às 21h 
Ingresso: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)
Classificação Indicativa: Livre

AUDITÓRIO IBIRAPUERA
Capacidade: 800 lugares
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 2 do Parque do Ibirapuera.

Informações: info@iai.org.br 
Informações: 3629-1014 – Marina
Site: www.auditorioibirapuera.com.br

Ar-condicionado. Acesso a deficientes. Proibido fumar no local.

Estacionamentos / Transporte:
Estacionamento Zona Azul – R$3,00 por duas horas. Dias úteis das 10h00 às 20h00, sábados, domingos e feriados das 8h00 às 18h00.
Ônibus: Estação da Luz – Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Metrô Brás – Linha 5630 – Jd. Eliana / Metrô Ana Rosa – Linha 675N – Terminal Sto. Amaro – Linha 677A – Vila Gilda – Linha 775C – Jd. Maria Sampaio / Metrô Vila Mariana – Linha 775 A – Jd. Adalgiza.

Sugerimos que utilizem taxi.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*