“O Buraco d’Oráculo” leva projeto de residência ao bairro Perus com o Grupo Pandora de Teatro

 

 

SÃO PAULO – Em maio, a Circulação – Residência do grupo O Buraco d’Oráculo chega ao bairro Perus, zona norte paulistana, numa parceria com o Grupo Pandora de Teatro. Os espetáculos são gratuitos e acontecem entre os dias 4 e 12/5 (sábados e domingos), no Teatro e na Praça da Ocupação Artística Canhoba, local de atuação do Pandora.

A programação é formada por quatros espetáculos: O Buraco d’Oráculo apresenta O Encantamento da Rabeca (dia 4/5), O Cuscuz Fedegoso (dia 5/5) e Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro! (dia 12/5); já o Grupo Pandora encena sua recente montagem Comum (dia 11/5).

A Circulação – Residência é parte do projeto Buraco 20 Anos: da (R)existência na Rua à Poesia em Cena, contemplado pela 32ª Edição do Programa de Fomento ao Teatro Para a Cidade de São Paulo. Teve início em outubro de 2018, no Parque São Rafael junto ao Grupo Rosas Periféricas; em fevereiro de 2019, aportou em Cidade Tiradentes com o Circo Teatro Palombar, ambos na zona leste. O objetivo do Buraco d’Oráculo com esta iniciativa é promover uma circulação de teatro de rua a partir do próprio repertório em territórios de companhias parceiras e, juntos, comandarem um período de programação local.

 

4 de maio. Sábado, às 19h

Espetáculo: O Encantamento da Rabeca

Com: O Buraco d’Oráculo

Local: Ocupação Artística Canhoba (Teatro)

 

Sinopse: O Encantamento da rabeca conta histórias de transformações vividas por mulheres brincantes – que cantam, tocam, dançam, usam bonecos e máscaras com intuito de revelar o protagonismo, a fragilidade, a força e a resistência dessas mulheres em terreno originalmente masculino.

 

Ficha técnica – Direção: Lu Coelho. Texto: Lu Coelho com colaboração de Pablo Dantas e Cleydson Catarina. Elenco: Lu Coelho e Nataly Oliveira.

Duração: 50 min. Classificação: Livre.

 

 

5 de maio. Domingo, às 16h

Espetáculo: O Cuscuz Fedegoso

Com: O Buraco d’Oráculo

Local: Ocupação Artística Canhoba (Praça)

 

Sinopse: Entre os quitutes vendidos por Dona Maria está um cuscuz feito com fedegoso, um matinho cheiroso, mas que não faz lá muito sucesso. Um belo dia, ela oferece a iguaria a um pedinte que, para não pagar pelo alimento, finge passar mal.

 

Ficha técnica – Direção: Elizete Gomes. Texto: Edson Paulo. Elenco: Lu Coelho, Mizael Alves, Nataly Oliveira e Edson Paulo.

Duração: 50 min. Classificação: 14 anos.

 

11 de maio. Sábado, às 19h

Espetáculo: Comum

Com: Grupo Pandora de Teatro

Local: Ocupação Artística Canhoba (Teatro)

 

Sinopse: A peça conta três histórias ligadas à descoberta de uma vala comum clandestina criada no período da ditadura militar brasileira: a busca de um filho por informações de seus pais desaparecidos políticos; o dilema de dois coveiros encarregados da criação de uma vala; uma jovem estudante que se aproxima do ativismo político. 1970 e 1990 são épocas distintas que se entrelaçam nos fragmentos das histórias e evidenciam causas e consequências. Inspirado na história da vala comum do Cemitério Dom Bosco, no bairro de Perus, São Paulo/SP.

 

Ficha técnica – Texto e direção: Lucas Vitorino. Elenco: Filipe Pereira, Rodolfo Vetore, Rodrigo Vicente, Thalita Duarte e Wellington Candido. Design de luz e música: Elves Ferreira. Operação de luz: Caroline Alves. Edição de vídeo: Filipe Dias. Figurino: Thais Kaori. Cenografia: Lucas Vitorino e Thalita Duarte. Cenotecnia: Eprom Eventos e Luis Fernando Soares. Operação de vídeo: Lucas Vitorino. Treinamento corporal: Rodrigo Vicente e Rodolfo Vetore. Preparação corpo e voz: Paula Klein. Produção: Caroline Alves e Thalita Duarte.

Duração: 110 min. Classificação: 12 anos.

 

 

12 de maio. Domingo, às 16h

Espetáculo: Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro!

Com: O Buraco d’Oráculo

Local: Ocupação Artística Canhoba (Praça)

 

Sinopse: Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro! é uma intervenção teatral que utiliza a poesia como forma dramatúrgica. Baseando nos princípios da “cenopoesia” em que imagens, gestos, canções e palavras se misturam para completar um todo. O Buraco d’Oráculo leva à cena um recorte de poemas por meio de cenas fragmentadas que transitam entre o cômico e o dramático com leveza poética, mas também de forma contundente, tocando em temas do nosso cotidiano e de nossa sociedade.

 

Ficha técnica – Texto: Ray Lima. Direção: Elizete Gomes. Elenco: Lui

 

Teatro de rua: Circulação – Residência

Dias 4, 5, 11 e 12 de maio

Horários: Sábado, às 19h, e domingo, às 16h

Grátis. Livre.

Ocupação Artística Canhoba

Rua Canhoba, 299, Vila Fanton – Perus (próximo à caixa d’água)

 

Informações / Circulação – Residência: (11) 98152-4483

https://www.facebook.com/oburacodoraculo

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado