O famoso ogro Shrek chega ao teatro musical

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Shrek - The Musical"
“Shrek – The Musical”

SÃO PAULO – Shrek – The Musical estreia sexta(13), às 20h30, no Teatro Bradesco. Com direção de Diego Ramiro e direção musical de Marcelo Castro, Claudio Botelho fez a versão das músicas em português. O elenco, formado por 24 atores e 4 stand-ins, tem como protagonistas: Diego Luri (Shrek), Giulia Nadruz (Fiona), Rodrigo Sant’anna (Burro), Felipe Tavolaro (Lord Faquaard).

Shrek é um longa de animação norte-americano, adaptado do conto Shrek!, de William Steig. Recebeu o Oscar de melhor filme de animação em 2001 e devido ao sucesso de público e crítica, a história foi adaptada para o teatro.

Shrek – The Musical é baseado na obra teatral original da DreamWorks Theatricals e no Brasil ganhou uma adaptação que coloca em cena uma linguagem típica brasileira, com gírias e as músicas em português.

O musical conta a saga do ogro Shrek, que foi expulso de casa aos 7 anos e mora isolado num pântano na floresta. Como ele causa medo nas pessoas, vive sozinho e mal humorado.

O lugar onde mora é invadido por diversos personagens dos contos infantis, que foram expulsos de suas terras por um príncipe, Lord Farquaad, que para se tornar rei precisa se casar. A sua escolhida é Fiona, uma princesa que vive aprisionada na torre de um castelo.

Sem lugar para ficar, o ogro faz um acordo com Farquaad: para conseguir recuperar o seu espaço, ele precisa libertar Fiona e levá-la até Lord. Um dos empecilhos é um enorme dragão que protege o castelo.

Para essa aventura Shrek conta com a companhia de um burro divertido e atrapalhado. O protagonista se apaixona por Fiona, mas para eles ficarem juntos ainda é preciso enfrentar várias barreiras.

A montagem traz situações que não são contadas nos filmes, como a infância de Shrek.  Além disso, o humor, também presente no cinema, é uma das características da produção, principalmente através do trabalho do ator Rodrigo Sant’anna (como burro). O ator é conhecido pela sua atuação no programa Zorra Total, da Rede Globo e consegue divertir a plateia com o seu jeito debochado.

Sant’anna está muito contente por realizar o sonho de participar de um musical.

¨A música me leva para lugares que jamais pensei viver¨, diz o ator.

Sobre o seu personagem, salienta que o burro é carismático, ¨ independentemente do ator que o interpreta¨.

O maior trunfo da produção é o competente elenco, que canta, dança e carrega figurinos coloridos e pesados, como é o caso de Diego Luri, intérprete de Shrek, que usa uma vestimenta de 20 kg.

Luri conta que para aguentar as 2h de apresentação, antecedida por cerca de 1h30 de maquiagem, necessita de uma preparação corporal rigorosa, assim como o seu colega Felipe Tavolaro (Lord Faquaard), que permanece de joelhos na maior parte do tempo.

"Shrek - The Musical"
“Shrek – The Musical”

O projeto é 100% brasileiro e os criadores tiveram liberdade para inovarem na elaboração dos. cenários, figurinos e desenho de luz.

Os cenários são formados por projeções que transformam os ambientes em que a montagem ocorre. A luz e efeitos especiais servem para salientar a atmosfera de conto de fadas da encenação.

A Dragona gigante, que guarda o cativeiro da princesa, é o maior destaque, com 100 quilos distribuídos em 10 metros. Para que o boneco ganhe vida e beleza, precisa ser operado por 4 profissionais.

 

Segundo o diretor artístico do espetáculo, Diogo Romano, as projeções servem para fazer o link com o desenho porque todos têm na sua memória a animação. O objetivo é trazer o universo do desenho para o teatro e valorizar a humanidade que o Shrek adquire no palco.

Issao Imamura, responsável pelos efeitos especiais, conta que foram usadas diversas técnicas para o musical causar encantamento no público, como a levitação: Um momento muito importante na peça, diz o artista sobre a cena em que a princesa Fiona levita no palco.

 

Ficha técnica:

Produtores Executivos – Lilian Cordeiro e Diego Ramiro

Diretor – Diego Ramiro

Diretora Residente – Viviane Rojas

Diretor Musical – Marcelo Castro

Versão Brasileira – Claudio Botelho

Diretora de Comunicação e Marketing – Daniele Marchi

Marketing Cultural – Ghéu Tibério

Planejamento de Mídia – Paulo Leal

Produtora de Áudiovisual – Estúdio Gaveta

Assessoria de Imprensa – Vicente Negrão Assessoria

Fotógrafo –  Marcos Mesquita

Gerente de Tecnologia – Marcio Massari

Diretor Comercial – Sérgio Leal

Tradutoras de Texto – Cristina Berio, Fernanda Fernandes e Pavlos Euthymiou

Diretora de Produção – Katia Fanticelli

Coordenadora de Produção – Giovana Menniti

Assistente de Produção – Diego Leaferi

Assistente de Direção de Produção – Kika Queiroz

Produtoras de Elenco – Juliana Costa e Alice Wolfenson

Diretor de Movimento – Caio Nunes

Cenografia – Paula de Paoli

Cenário 3D – Mídia Dub

Designer de Luz – Guilherme Bonfanti

Designer de Som – Fernando Fortes

Diretora Financeira – Rosa Maria Ramiro

Gerente Financeira – Gláucia Ferreira

Assessoria Jurídica – Tilkian & Marinelli

Serviço

Shrek – The Musical

Teatro Bradesco – Bourbon Shopping São Paulo
R. Turiassu, 2100 – 3° piso – Perdizes
Tel.: (11) 4003-1212
Estreia em 13 de setembro
Duração: 2 horas, com intervalo de 20 minutos
Classificação etária: Livre

Vendas:Ingresso Rápido: www.ingressorapido.com.br
Call Center: 4003-1212
Preços a partir de R$35,00 (meia). Sextas às 20h30; sábados e domingos às 15h00 e 19h00.

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*