Oficina Cultural Amácio Mazzaropi apresenta peça gratuita

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Pátio interno

SÃO PAULO – Alucinações, delírios e devaneios traz histórias entrelaçadas pela loucura, como psicose, esquizofrenia e drogas. Arnaldo D’Ávila e Jedsom Kárta assinam o texto e a direção. A assistência de direção é de Patricia Briz. As apresentações, gratuitas, acontecem entre hoje (10) e sexta-feira (13), na Oficina Cultural Amácio Mazzaropi, onde fica a sede Brás da SP Escola de Teatro.

A trama apresenta a trajetória de um detetive chamado para solucionar o desaparecimento de um médico e, para tanto, precisa desvendar vários mistérios.

A montagem é o resultado de uma oficina de três meses, ministrada por D’Ávila e Kárta, para 22 atores e atrizes, profissionais ou em formação. São eles: Amanda Nascimento, Bruno Monari, Camilla Piva, Darciso Tarso, Dionisio Oliveira, Eliane Diniz, Fábio Freitas, Filipe Lacerda, Francisco Granja, Kaique Roller Monteiro, Lucas Lima, Lucia Braz, Maria Sales, Osmar Azevedo, Pâmela Oliveira, Patricia Briz, Priscila Senegalho, Railde Barbosa Lima, Riane Zohar, Rodolfo Chagas, Taila Lis e Viviane Corbani.

Fachada da SP Escola de Teatro

O elenco colaborou na criação da dramaturgia do espetáculo, cujo texto é resultado de pesquisas sobre assuntos que expõem a fragilidade humana e englobam o mundo da loucura, tanto pelo viés trágico quanto poético.

A peça é itinerante, por isso a produção orienta que os espectadores optem por calçados confortáveis.

Serviço:

Alucinações, delírios e devaneios

Oficina Cultural Amácio Mazzaropi. Av. Rangel Pestana, 2.401 – Brás – Tel: 2292-7071. Ter, qua, qui e sex, 20h30. Gratuito. De 10 a 13/07. 18 anos

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.