On-line: homenagem para o crítico teatral Michel Fernandes

Michel ao lado da sua estante de livros. Acervo pessoal

EM REDE – O crítico e jornalista Michel Fernandes receberá uma homenagem virtual no próximo sábado (23), às 19h, pelo Zoom. Vítima de uma parada cardíaca no último domingo, o criador do site e prêmio Aplauso Brasil faleceu depois de anos de luta contra uma doença degenerativa que em momento nenhum foi empecilho para realizar muito pela arte brasileira.

Com a pandemia todos devem ficar nas suas casas, mas nada impede de estar junto, ainda que pela internet. Para celebrar o teatro e a trajetória do Michel, a Sympla cedeu a plataforma deles do Zoom. Como um artista, o Michel transformou sonhos em realidade. Entrou na internet lá trás, criou o Aplauso Brasil, deu vida e consolidou o Prêmio Aplauso Brasil. Como ele disse no último Prêmio Aplauso Brasil de Teatro: “não desistam do teatro (…) eu amo quem ama o teatro”.

Para participar da homenagem, os interessados precisam se inscrever no evento https://www.sympla.com.br/homenagem-ao-michel-fernandes__859600 retirar um ingresso e no dia do evento acessar a plataforma da Sympla com seus dados, acessar os eventos, entrar na Homenagem ao Michel Fernandes e acessar o Zoom – caso o acesso seja feito do celular é preciso ter o app do Zoom instalado. O evento é gratuito, mas precisa de cadastro.

Estarão presentes a família, amigos do teatro, membros dos júris APCA e Aplauso Brasil e os homenageados do prêmio Aplauso Brasil.

Michel Fernandes

Michel Fernandes nasceu no dia 14 de janeiro de 1975, em Santo André, região do Grande ABC paulista. Formou-se em 1994 no Teatro-Escola Célia Helena – QPIV – Ator – com o espetáculo “Avoar”, texto e direção de Vladimir Capella. Em 1999, torna-se bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pela Fiam (Uni FMU).

Convidado pela atriz Célia Helena para integrar o Núcleo dos Dez, núcleo de estudos em dramaturgia coordenado por Luís Alberto de Abreu, lá conheceu diversos jornalistas, entre eles Marici Salomão e Mário Viana, e decidiu cursar jornalismo, enquanto prosseguia em suas atividades de dramaturgo em parceria com Nelson Baskerville (com início em 1995, na Revista Musical “É Só Isso, Presidente?)” e em sua atividade como assistente de professor de interpretação do Teatro-escola Célia Helena.eutps

Logo que se formou, seu professor-orientador do Trabalho de Conclusão de Curso, Cláudio Júlio Tognolli, o indicou ao jornalista Leão Serva, então diretor de conteúdo do primeiro portal de Internet gratuita, o iG. No dia 21 de fevereiro de 2000, iniciou sua carreira como crítico de teatro do iG.

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*