Os Fofos apresentam a exuberante mestiçagem brasileira

Os Fofos Encenam “Terra de Santo” – foto de João Caldas

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

SÃO PAULO – Terra de Santo, novo fruto consagrador da excelência do grupo Os Fofos Encenam, coloca no palco com extremada poesia, por meio das cinco fontes religiosas – indígena/ xamânica, judaica, católica/ cristã e afro-brasileira – que comprovam a miscigenação de nossa cultura, um retrato de um Brasil a espelhar a diversidade. O espetáculo fica em cartaz até o próximo domingo (4) no SESC Belenzinho.

Com dramaturgia assinada por Newton Moreno (Agreste, As Centenárias e Maria do Caritó, entre outros) em parceria com os “atores-criadores” que compõem o elenco de Terra de Santo, essa é a terceira peça resultante da pesquisa empreendida pel’Os Fofos Encenam sobre as raízes antropológicas de nossa história tendo como timão a cultura dos engenhos de cana-de-açúcar.

“Terra de Santo” – foto de João Caldas

Similar ao Espaço dos Fofos, sede do grupo situada na Bela Vista, o público é recebido em meio a uma espécie de refeitório  com longas mesas de madeira cobertas por toalhas plásticas  ladeadas por bancos de madeiras em que a plateia se mescla aos personagens sentando-se nos bancos das mesas. Uma cozinha está localizada numa das extremidades da cena. Lá são preparados os quitutes servidos para os cortadores de cana –  carne-seca e mandioca cozida que é dividida com o público – e do coração dessa comunidade (não é à toa que a mesma ocupa o lado esquerdo da cena) jorram os primeiros condimentos de um povo tão diverso que, mesmo num espaço exíguo,  mistura sagrado e profano e resulta num rico caldo que evoca a exuberante mestiçagem brasileira. Aqui, nessa espécie de preâmbulo, são apresentadas as personagens que formam essa máquina do cultivo da cana.

Depois entramos numa sala que representa o canavial, solo sagrado em que as cortadoras de cana preparam as festividades de celebração da sexta-feira santa. E o eixo metateatral atingido pela concepção remete o público às festividades religiosas que estão atreladas às raízes históricas do fazer teatral. A sacralização daquele solo é exalada pelos gestos, cores, cheiros de defumador, uma trilha (criada pelos intérpretes a partir de oficinas por eles realizadas) que dialoga com a cerimônia proposta.

As mulheres que zelam por esse solo sagrado e que estão ali desde tempos imemoriais, sobem ao centro da cena – um espetacular espaço artesanalmente criado por Marcelo Andrade, Newton Moreno e Zé Waldir -, onde elas re-vivem os mitos daqueles povos, numa espécie de gira-teatro. Nessa celebração teatral, as condições sócio-religiosas tão diferentes são ritualizadas com igual respeito, alertando a nós, espectadores, sobre os males que a intolerância atingiu as diversas nações fundadoras de nossa pluralidade cultural.

“Terra de Santo”

O encantamento, criatividade, a beleza plástica obtida com a primorosa iluminação de Edu Reys, energia e qualidade estética – sobretudo em respeito à mesclas de abordagens adotadas na encenação, como a estilização de personagens, influência do circo-teatro que é parte da linha de pesquisa d’ Os Fofos e que dá unidade de força de atuação a todo o elenco (Carlos Ataíde, Carol Badra, Cris Rocha, Érica Montanheiro, José Roberto Jardim, Kátia Daher, Marcelo Andrade, Paulo Pontes, Simone Evaristo, Viviane Madu e Zé Valdir) –, tornam  Terra de Santo imperdível.

Serviço

local: SESC Belenzinho – sala de espetáculos 2.

endereço: Rua Padre Adelino, 1.000 – CEP: 03303-000 – região leste – fone: (0xx11) 2076.9700

data da estréia: 13 de outubro de 2012

horário: às 19h00

temporada: 13 de outubro a 11 de novembro de 2012; (Dia 28/10 não haverá espetáculo – segundo turno das Eleições)

sessões: de terça e quarta 20h30, sábado 21h00 e domingo 17h00 e dia 14 às 16h30 – excepcionalmente.

categoria: teatro adulto.

gênero: drama.

indicação etária: não recomendado para menores de 16 anos.

duração: 2h15 (aproximadamente)

capacidade: 60 lugares.

Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC (nas unidades do Sesc) a partir das 14h de 28/9 : R$ 24,00 (inteira)/ R$ 12,00 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) / R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes)

meia entrada: clientes do cartão Petrobras com acompanhante.

acessibilidade: tem acesso a deficientes.

realização: SESC

produção: COOPERATIVA PAULISTA DE TEATRO

CIA. OS FOFOS ENCENAM

MOSTACCO PRODUÇÕES

patrocínio: PETROBRAS

MINISTÉRIO DA CULTURA – LEI DE INCENTIVO À CULTURA

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.