Peça para Adultos feita por Crianças faz três apresentações no   Teatro dos Parlapatões

SÃO PAULO – É uma peça provocativa feita por crianças para adultos assistirem. Cada criança pensa, atua, dança Hamlet a partir das próprias experiências de vida, a partir da condição singular de cada uma. O texto foi escrito juntamente com as crianças e Elisa respeitou o nível e o limite de entendimento que cada uma das cinco crianças tem de Hamlet de W. Shakespeare. “As crianças mergulham em Hamlet, ou seja, na apoteose da consciência humana, na entidade do mundo ocidental em crise, para aí sim poderem fazer estudos do transumano, de novas possibilidades do humano, da expansão da noção de humanidade. É o mergulho em Hamlet que permite a imaginação delas voar para o transumano” diz Ohtake.

 

As crianças atuam, dançam, vivem, passam por Hamlet, fazem estudos do transumano em todas as paredes do teatro, inventam brincadeiras para adultos contra a chatice, contra o antropocentrismo, contra a morte em vida. Posto isso, a peça vasculha como o mundo infantil pode potencializar o mundo adulto e vice-versa.

 

Os ensaios da peça duraram cerca de um ano e meio, sem parar e sem patrocínio algum. Em tempos catastróficos, obtusos e medrosos como o nosso Elisa Ohtake e as cinco crianças, sem desânimo, fizeram a dificuldade se transformar em força de união numa espécie de equipe de guerrilha amorosa resistente no backstage da produção.

 

A peça termina com a participação do ator Paulo César Pereio que entra em cena nos últimos 15 minutos. “Existem âmbitos de Hamlet nos quais, obviamente, crianças não penetram, não entendem ainda. Até para adultos Hamlet não é de todo compreensível, ele bruxuleia. Por isso a participação de Pereio, grande ator aparentemente oposto ao mundo infantil, é crucial”, explica Ohtake. “Há forças no mundo pedindo outras configurações e uma das questões principais do pensamento filosófico de hoje é saber como ultrapassar a figura chata do homem, que esteja para além da ideia egoísta de indivíduo. Essa questão também está sugerida em Hamlet, ‘a entidade do ocidente em crise’. Por isso, em Peça para Adultos Feita por Crianças, Hamlet e sua consciência infinita serviram de ponto de partida”, conclui Ohtake.

 

FICHA TÉCNICA

concepção e direção: Elisa Ohtake

dramaturgia: Elisa Ohtake + elenco

elenco: Davi Hamer, Felipe Bisetto, Joana Arantes, Michel Felberg, Vitória Reich

performance especial: Paulo Cesar Pereio

assistente de direção: Camila Urbano

cenário: Elisa Ohtake + elenco

figurinos: Elisa Ohtake e Cesar Rezende

objetos de cena: Elisa Ohtake

sonoplastia: Elisa Ohtake

luz: Paulo Altro

som: Luisa Jaffe

cenotecnia: Cesar Rezende

fotos: João Caldas

vídeo: Mariana de Melo, Joaquin Castro, Felipe Gonçalves

assessoria de imprensa: Adriana Monteiro

produção: Stella Marini, Elisa Ohtake, Cesar Resende

 

 

SERVIÇO

PEÇA PARA ADULTOS FEITA POR CRIANÇAS

Somente aos domingos, às 19h

Espaço Parlapatões (Praça Franklin Roosevelt, 158 – Centro)

(11) 3258-4449

Indicação de faixa etária: 10 anos

Duração: 90 min

Ingressos: R$ 30,00 (Inteira) R$ 15,00 (Meia)

50 lugares

Direção Elisa Ohtake

Dias: 20, 27 de outubro e 10 de novembro, domingos às 19h.

Vendas de ingressos pelos sites:

www.parlapatoes.com.br

https://bileto.sympla.com.br/event/62472

Telefones Bilheteria: (11) 3258-4449

Horário de Funcionamento da Bilheteria:

Terça à sábado das 16h às 21h

Domingos das 16h às 20h.

E-mail para contato:  contato@parlpatões.com.br

 

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!