Peça para você criar, estreia hoje

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Espontânea" no Teatro Folha

SÃO PAULO – O que pode acontecer quando você mesmo sugere o conteúdo para uma peça e acompanha o desenrolar da história? Certamente um espetáculo nunca será igual ao outro. Essa é a proposta do espetáculo Espontânea, que usa a técnica de improvisação, projeto do Núcleo EsTeP – Núcleo de Estética Teatral Popular que estreia hoje, no Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis.

Espontânea utiliza a técnica de improvisação para que o público aponte o rumo e contribua com estímulos para o desenvolvimento do espetáculo.

“Os atores são transformados em dramaturgos e a plateia pode contemplar todo o processo criativo normalmente confinado às salas de ensaio. Inclusive a música e a iluminação são desenvolvidas ao mesmo tempo em que o espetáculo está acontecendo”, explica Ian Soffredini, produtor e diretor de pesquisa do Espontânea, que também atua no espetáculo.

"Espontânea" no Teatro Folha

O elenco formado pelos atores Ana Paula Dias, Ian Soffredini, Leandro Alves, Michelle Gallindo, Pedro Monticelli e Silvia Lhullier, convida o público a viver esta experiência, em que cada espetáculo terá uma história diferente com base nas escolhas do público, desafiadora que exige raciocínio rápido e interação dos atores.

O grande diferencial, em relação à maioria dos espetáculos de improvisação que vêm se difundindo no Brasil, é que a peça é o que se chama no exterior de “Long Form”, ou seja, não é baseada em jogos de improvisação que geram uma série de esquetes curtas sem relação entre si. No Espontânea, a partir das propostas da plateia, o elenco tem que criar uma história completa, com começo meio e fim, e duração aproximada de uma hora.

“O Núcleo EsTep há duas décadas vem desenvolvendo uma estética teatral tradicionalmente brasileira com foco na forma. Neste projeto estamos voltando nossa preocupação para o conteúdo. Por isso encontramos na improvisação uma forma de estudar os pilares da dramaturgia. Também é uma oportunidade única de participação do público”, diz Ian Soffredini.

FICHA TÉCNICA

Diretor da Pesquisa: Ian Soffredini

Orientadores

Dramaturgia: Fabio Brandi Torres

Dramaturgia corporal: Eduardo Coutinho

Estética de Interpretação: Renata Soffredini

Acabamento de Espetáculo: Isser Korik

Elenco

Ana Paula Dias

Ian Soffredini

Leandro Allves

Michelle Gallindo

Pedro Monticelli

Silvia Lhullier

Trilha Espontânea: Felipe Siles e João Paulo Soran

Iluminação Espontânea: Daniel de Rogatis

Cenário e Figurino: Ana Paula Oliveira

Crédito Fotográfico: Simone Soffredini

SERVIÇO

Local: Teatro Folha

Estreia: 30 de maio

Temporada: até 5 de Julho

Horários: quarta e quinta, 21h

Ingressos: R$10 (setor 2) e R$ 20 (setor 1)

Duração: 60 minutos

Classificação indicativa: 14 anos

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis – Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel: (11) 3823-2323 -Televendas: (11) 3823-2737 / Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e idosos têm os descontos legais / Clube Folha 25% desconto / Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 15h às 21h; sexta, das 13h às 24h, sábado, das 12h às 24h e domingo, 12h às 20h / Acesso para deficientes físicos / Ar condicionado /  Estacionamento do Shopping a R$ 8,00 (primeiras duas horas)  / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885 / PATROCÍNIO: Folha de S. Paulo, CSN, Hospital Samaritano, Banco Honda e Mastercard.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado