Pierre Baitelli traz Hedwig e o Centímetro Enfurecido a SP

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Pierre Baitelli é Hedwig

Protagonizado pelo excelente Pierre Baitelli e dirigido por Evandro Mesquita, Hedwig e o Centímetro Enfurecido é um rock-musical, que conta a história de Hedwig, vocalista e líder da banda O Centímetro Enfurecido. A temporada paulistana começa às 21h30 de hoje, no Teatro Nair Bello (3º andar do Shopping Frei Caneca).

A peça conta a história da ‘internacionalmente ignorada estilista musical’, Hedwig Schmidt, uma deusa do rock’n’roll da antiga Berlim Oriental, que incidentalmente também é a vítima de um erro médico durante sua operação de troca de sexo, que a deixou com o tal“centímetro enfurecido” citado no título da peça.

Esta ultrajante e inesperadamente hilária história é apresentada por Hedwig – nascido Hansel – no formato de um show de rock/monólogo cômico, apoiado por uma banda, o “Centímetro Enfurecido”. Através de canções e monólogos, Hedwig começa sua história na antiga Berlim Oriental, onde, ainda como Hansel, conhece Luther, um militar americano que promete levá-lo para os Estados Unidos, com a condição de que troque de sexo. Após a malsucedida operação, Luther a abandona num trailer no meio do Kansas, onde ela começa a trabalhar com música e conhece Tommy Speck, por quem se apaixona. Tommy rouba suas canções e se transforma numa estrela de rock, enquanto Hedwig é novamente descartada. Ela decide batalhar por justiça e começa a perseguir Tommy em sua turnê mundial, se apresentando em restaurantes perto dos estádios onde ele se apresenta.

"Hedwig e o Centímetro Enfurecido"

Com muito rock’n’roll, comédia e emoção, através de canções glam-rock populares, Hedwig, seduz e comove o espectador com a sua busca para encontrar seu espaço no mundo.

John Cameron Mitchell, o autor do espetáculo, obteve reconhecimento mundial recente após dirigir o ótimo filme Shortbus

Hedwig estreou no Rio de Janeiro em setembro de 2010 no Teatro das Artes e recebeu 2 indicações ao Prêmio Shell (Pierre Baitelli melhor ator e Evandro Mesquita e Danilo Timm melhor direção musical). Já no Prêmio Arte Qualidade Brasil, foram 4 indicações (Melhor ator, diretor, atriz e espetáculo) e Pierre Baitelli ganhou o prêmio de melhor ator.

O espetáculo teve mais de cinquenta diferentes produções internacionais. Primeiro estreou no circuito off-broadway em 1998, estrelado pelo próprio autor, John Cameron Mitchell, que em seguida foi responsável por protagonizar, adaptar e dirigir a versão cinematográfica, que se tornou um clássico cult-pop contemporâneo.

Para a temporada no Brasil, a montagem ainda conta com o figurino de Marta Reis; produção musical de Flavio Senna Neto; cenografia de Suzane Queiroz; e iluminação de Luiz Paulo Nenen. O visagismo é assinado por Daniel Reggio, a programação visual por Tania Grillo e as videos-projeções (animação e colagem de imagens) por John Fitzgerald e Daniel McKernan.

Hedwig e o Centímetro Enfurecido

Teatro Nair Bello (200 lugares)

Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569 – 3° andar.

Telefone: 11 3472-2414

Sextas, 21h30; sábados, 21h, e domingos, 18h.

Bilheteria: de terça a sábado, das 14h às 21h30; domingos, das 14h40 às 19h.

Aceita todos os cartões de débito e crédito. Não aceita cheque.

Estacionamento R$ 6 até duas horas.

Vendas: www.ingresso.com e tel.: 4003-2330

Sexta, às 21h30. Sábado, às 21h. Domingo, às 18h.

Ingressos: R$ 60

Duração: 80 minutos

Recomendação: 16 anos

Estreia 26 de agosto, sexta-feira.

Temporada até 16 de outubro.

Ficha Técnica:

Autor: John Cameron Mitchell

Letras e Música: Stephen Trask

Tradução: Jonas Calmon Klabin

Direção e Adaptação: Evandro Mesquita

Elenco:

Pierre Baitelli – Hedwig

Felipe Carvalhido – Hedwig

Eline Porto – Yitzhak

Músicos: Diego Andrade – bateria

Fabrizio Iorio – teclado

Melvin Ribeiro – baixo

Pedro Nogueira – guitarra

Assistente de direção: Deborah Bapt e Manuela Mesquita

Figurino: Marta Reis (Pandora Estúdio)

Cenografia: Suzane Queiroz (Pandega)

Iluminação: Luis Paulo Nenen

Produção Musical: Flavio Senna

Programação Visual: Tania Grillo

Diretor de Projeção: John Fitzgerald

Colaboradores de projeção: Adam Kaufman, Daniel McKernan e Tânia Grillo

Visagismo: Daniel Reggio

Preparação Vocal: Danilo Timm

Produção: Dan Klabin e Jonas Calmon Klabin

Direção de Produção: Jonas Calmon Klabin e Tathiana Mourão

Produção Executiva: Tathiana Mourão

Produção Local: Beto Amaral e Carolina Agresta

Assistente de produção: Rafael Mose

Realização – Oz.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*