“Porgy and Bess” no Auditório Ibirapuera

Edson Júnior, especial para o Aplauso Brasil (edson@aplausobrasil.com)

Jazz Sinfônica - foto Gerardo Lazzari

O clássico de George e Ira Gershwin poderá ser visto em apenas duas apresentações no auditório Ibirapuera: hoje – sexta (29) – e amanhã – sábado (30). “Porgy and Bess”, ambientada em uma cidade fictícia da década de trinta do século passado, conta a história do romance entre uma prostituta viciada em drogas  ( Bess) e um  deficiente físico ( Porgy).

A trama se desenrola numa atmosfera de intolerancia racial e preconceito étnico dos mais violentos, neste contexto os geniais e celebrados irmãos Gershwin se debruçam sobre o clássico, o jazz, blues, spirituals, elementos genuinamente afro-americanos e em 1935 os Estados Unidos ganhou uma obra universal.

A Jazz Sinfônica convidou o maestro Carlos Prazeres para reger a orquestra e quatro excelentes cantores : Edinéia de Oliveira – mezzo-soprano, Edna d’Oliveira –soprano, Sebastião de Oliveira –barítono,  e Geílson dos Santos – tenor -, para prestar sua homenagem aos compositores e à obra que é famosa no mundo todo.

Jazz Sinfônica - foto Gerardo Lazzari

Um programa imperdível, tanto do ponto de vista técnico quanto do artístico, já que a Jazz Sinfõnica e seus convidados conquistam o público.

Contudo, é preciso garantir seus ingressos: há poucas poltronas, infelizmente.

Serviço:
Datas: dias 29 e 30 de outubro de 2010 / Horário: sexta e sábado, 21h
Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada)
Classificação Indicativa: Livre
AUDITÓRIO IBIRAPUERA
Capacidade: 800 lugares
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 2 do Parque do Ibirapuera.
Informações: info@auditorioibirapuera.com.br
Informações: 3629-1014 – Priscila/ 3629-1075
Site: www.auditorioibirapuera.com.br

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.