Prêmio – Regulamento

O que diferencia o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro das outras premiações é seu sistema de votações, chamado de “DINÂMICA COMPARTILHADA”, compartilhado entre um Júri Técnico (formado por  Júlio César Dória, Kyra Piscitelli , Michel Fernandes, Nanda Rovere e Teca Spera) e o Voto Popular – a participação do público de teatro, acontece do princípio ao fim, participam das indicações e votações – sendo o peso das duas instâncias de votação iguais .

 

São duas Votações Semifinais, uma por semestre, o público é responsável pela indicação de 2 (dois), a Comissão de Conselho mais 2 (dois) e o Júri Técnico mais 2(dois) indicados, totalizando 6 (seis) indicados por categoria, sendo o que obtiver o maior número de votos populares estará automaticamente indicado à final. Na sequência o Júri técnico deliberará para a escolha de dois dentre estes cinco indicados que ficaram, sendo assim teremos três indicados para a votação final popular. A Votação Final Popular com 6 (seis) indicados a cada categoria, sendo 3 (três) de cada semestre, resultara vencedor pelo Voto popular aquele que obtiver maios número de votos, sendo apenas os cinco primeiros colocados aptos a ir para votação final do Júri Técnico que seguirá as seguintes regras: o primeiro lugar equivalerá a 3 pontos, o segundo lugar equivalerá a 2 pontos e , do terceiro ao quinto colocado equivalerão a 1 ponto, mais 1 ponto de cada um dos membros do Júri Técnico.

 

PS: Em caso de empate, caberá ao coordenador geral dar o voto de minerva.

 

O Júri Técnico tem total liberdade para deliberar, junto com o coordenador geral, sobre normas à respeito dos espetáculos aptos a serem elegíveis.