Prêmio Shell de Teatro consagra os melhores de 2012

Kyra Piscitelli, par ao Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com.br )

imagem do troféu do Prêmio Shell de Teatro.
imagem do troféu do Prêmio Shell de Teatro.

SÃO PAULO – A entrega do Prêmio Shell de Teatro da cidade ocorreu no espaço Estação São Paulo, na terça (13/03). O grande premiado da noite foi o espetáculo L’illustre Molière, que venceu em três categorias. O momento mais emocionante ficou por conta da homenagem à camareira de teatro Ieda Ferreira.  O prêmio está na sua 25ª edição e tem nove categorias: Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenário, Iluminação, Música, Figurino e Especial.Em mais um grande momento do teatro, convidados e indicados se reuniram para celebrar o melhor dos palcos em 2012, na cidade de São Paulo. O Prêmio Shell foi apresentado pelas atrizes Nicette Bruno e Beth Goulart, mãe e filha.  Em cada uma das nove categorias, há quatro indicados – dois que estiveram em cartaz no primeiro semestre e dois do segundo semestre de 2012. Os escolhidos têm que ter cumprido, no mínimo, dois meses de temporada para concorrer.

Participaram como jurados dessa votação Alexandre mate, Carlos Colabone, Marici Salomão, Mario Bolognesi e Noemi Marinho.

O grande vencedor da noite foi o espetáculo  L’illustre Molière. A peça levou o prêmio de melhor Música, Fernanda Maia, melhor Ator, Guilherme Sant’Anna e melhor Figurino, Zé Henrique de Paula. Recusa também está entre os grandes campeões e levou dois prêmios: o de Cenário, Márcio Medina, e Direção, Maria thaís. A categoria Especial agraciou os 28 anos de trabalho permanente de pesquisa da Cia. Lume Teatro.

O momento mais emocionante da cerimônia foi a entrega de uma homenagem à camareira Ieda Ferreira, que recebeu o carinho da atriz e veterana Nathalia Timberg, no palco. Ieda é uma das grandes profissionais que faz a roda do teatro girar, só que sem aparecer em cena.

 

Veja todos os indicados (os vencedores estão em negrito):

 Autor

Ana Roxo por “Cabeça de papelão”

Alexandre Dal Farra por “Mateus, 10”

Evill Rebouças por “Maria Miss”

Luís Alberto de Abreu por “Francesca”

 

Direção

Francisco Medeiros por “Facas nas galinhas”

Maria Thaís por “Recusa”

Neyde Veneziano por “Mistero Buffo”

Sandra Corveloni por “L’illustre Molière”

 

Ator

Antonio Salvador e Eduardo Okamoto por “Recusa”

Domingos Montagner por “Mistero Buffo”

Guilherme Sant’Anna por “L’illustre Molière”

João Paulo Lorenzon por “Eu vi o sol brilhar em toda sua glória”

Vitor Vieira por “Mateus, 10”

 

Atriz

Lavínia Pannunzio por “Um verão familiar”

Lucia Romano por “A travessia de Kalunga Grande”

Tania Casttello por “Maria Miss”

Walderez de Barros por “Hécuba”

 

 Cenário 

José Takla por “Vermelho”

Márcio Medina por “Recusa”

Marco Lima por “Facas nas galinhas”

Zé Henrique de Paula por “Bichado”

 

Figurino 

Gabriel Villela e Shicó do Mamulengo por “Macbeth”

Mira Haar por “Rabbit”

Zé Henrique de Paula por “No coração do mundo”

Zé Henrique de Paula por “L’illustre Molière”

 

Iluminação

Guilherme Bonfanti por “Bom Retiro 958 metros”

Lúcia Chedieck por “Eu vi o sol brilhar em toda sua glória”

Nadja Naira por “Os bem intencionados”

Wagner Freire e Armazém da Luz por “Ifigência”

 

Música

Adilson Rodrigues por “Cabeça de papelão”

Dr. Morris e Maurício Mateus por “Facas nas Galinhas”

Ernani Maletta por “Hécuba”

Fernanda Maia por “L’illustre Molière”

Marlui Miranda por “Recusa”

Categoria especial

Cia. São Jorge de Variedades pelo trabalho de pesquisa e criação de “Barafonda”

Companhia Antropofágica pelo processo de pesquisa em “Máquinas de Intervenção Urbana”

Eric Lenate pela força performativa de seus experimentos

Lume Teatro pelos 28 anos de trabalho permanente de pesquisa.

 

Homenagem

À camareira Ieda Ferreira como coriféia de uma imensa categoria de sujeitos que não aparecem em cena, mas cujo trabalho é fundamental.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*