Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro entrega suas conchas sob chuva

Michel Fernandes, Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Eva Todor recebe a HOMENAGEM ESPECIAL

A chuva torrencial que escaldou a cidade do Rio de Janeiro na noite de segunda-feira (5) não impediu aos artistas cariocas de comparecerem ao Jockey Club para a entrega do Prêmio Shell de Teatro, simbolizado por uma estátua em formato de concha criada pelo artista plástico Domenico Calabroni.

Como não poderia deixar de ser, Enrique Diaz e Fernando Eiras, respectivamente Melhor Diretor e Melhor Ator, consagraram o espetáculo In On It, em cartaz, até o dia 11, no Teatro Faap.

IN ON IT

Já Beth Goulart faturou o prêmio de Melhor Atriz pela pulsante interpretação em Simplesmente Eu, Clarice Lispector que chega ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo sexta-feira (9), 19h30.

No Festival de Curitiba cruzei com a atriz Stella Miranda que prometeu que o musical protagonizado por ela,  Miranda Por Miranda, cujos arranjos e direção musical de Tim Rescalla levou a estatueta por Música, estreará em breve em São Paulo.

O pungente e atual musical O Despertar da Primavera, da dupla Charles Möeller e Cláudio Botelho, ganhou o prêmio de Melhor Iluminação para Paulo César Medeiros e cumpre temporada no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo.

De praxe em todas as edições do prêmio, um artista recebe a Homenagem Especial, por sua contribuição ao teatro brasileiro. Esse foi o ano da atriz Eva Todor.

A tarefa de escolher os vencedores entre tantos outros grandes nomes coube à Fabiana Valor (atriz e bailarina), Jorginho de Carvalho (iluminador), João Madeira (diretor do grupo AfroReggae), Sérgio Fonta (dramaturgo, diretor e ator) e Tania Brandão(pesquisadora e professora de História do Teatro Brasileiro).

Confira a lista completa dos vencedores do 22º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro:

Música:

w        Tim Rescala pela direção musical e arranjos de “Miranda por Miranda”

Figurino:

w        Rodrigo Cohen por “Farsa da boa preguiça”

Iluminação:

w        Paulo César Medeiros por “O despertar da primavera”

Cenário:

w        Alberto Renault por “Dois irmãos”

Ator:

w        Fernando Eiras por “In on It”

Atriz:

w        Beth Goulart por “Simplesmente eu, Clarice Lispector”

Direção:

w        Enrique Diaz por “In on It”

Autor:

w        Gustavo Gasparani e Eduardo Rieche por “Oui oui… A França é aqui”

Categoria especial:

w        Claudio Botelho pela versão das músicas de “Avenida Q”

Homenagem:

w        Eva Todor por sua iluminada trajetória no cenário artístico brasileiro.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*