PROGRAME-SE: Março é a 1ª edição do #MITsp

Material de divulgação

GÓLGOTA PICNIC - CRÉDITO.DAVIR RUANO
GÓLGOTA PICNIC – CRÉDITO.DAVIR RUANO

São Paulo tem, em sua programação cultural e artística anual, vários eventos internacionais que revelam um pouco do que acontece no mundo relacionado à música, cinema, dança, arte digital, exposições, entre tantas outras áreas, o que traz à cidade um recorte do que ocorre na atualidade mundo afora. No caso das artes cênicas, festivais realizados em décadas passadas foram extremamente importantes e tornaram-se referência para artistas, teóricos, pesquisadores e curadores de todo o país, além de presentear o público paulistano com o que mais interessante acontecia no universo do teatro e da performance em vários países da Europa, Américas, África e Ásia.

Em março de 2014, as artes cênicas ganham uma mostra importante na capital paulista: a #MITsp – Mostra Internacional de Teatro.

SOBRE O CONCEITO DE ROSTO NO FILHO DE DEUS -. CRÉDITO. Klaus LeFebvre
SOBRE O CONCEITO DE ROSTO NO FILHO DE DEUS -. CRÉDITO. Klaus LeFebvre

A ideia surgiu do encontro de Antonio Araujo, diretor do Teatro da Vertigem, e de Guilherme Marques, diretor geral do CIT-Ecum – Centro Internacional de Teatro Ecum, que juntos idealizaram um evento que pudesse oferecer à cidade um pouco do que é realizado internacionalmente. A mostra tem patrocínio master do Itaú Unibanco e é feita em parceria com o Itaú Cultural.

O evento ainda conta com o patrocínio da Sabesp, Vivo Telefônica e correalização das Secretarias Estadual e Municipal de Cultura de São Paulo.

A #MITsp encontra-se projetada da seguinte forma:

 

1 – Mostra de Espetáculos

Trata-se de uma grade de programação composta de espetáculos significativos que, no conjunto, são capazes de traduzir aspectos fundamentais da cena mundial contemporânea e funcionar como núcleos irradiadores em torno dos quais as demais atividades da Mostra dialogarão.

Estão previstas duas ou três sessões de cada um dos espetáculos. Interessa reunir, a cada edição da Mostra, obras cênicas que traduzam as experiências de ponta no campo teatral. Obras estas que estejam investigando ou afirmando a própria linguagem teatral e a ideia de teatralidade ao lado de trabalhos que questionem o próprio campo valendo-se de outras linguagens artísticas, de contaminações ou hibridismos.

 

2 – Olhares Críticos Diálogos críticos: conversas entre teóricos e artistas de diferentes áreas sobre os espetáculos apresentados na Mostra. Esses diálogos ocorrerão logo após a apresentação da última sessão da peça;

Crítica de Percurso: ciclo de vídeos realizado em conexão com os programas de pós-graduação de todo país. Caracteriza-se por conferências individuais sobre a trajetória dos artistas que integram a #MITsp, seguidas de uma apresentação comentada de alguns vídeos relativos a seus trabalhos;

Crítica de Processo: encontro público com os artistas presentes na mostra em torno dos processos criativos de seus respectivos espetáculos;

Crítica teatral: conferências realizadas por teóricos, críticos e pensadores da cena sobre os limites e alcances atuais da crítica teatral.

 

3 – Encontro de profissionais da cena Será realizado um espaço de encontro, com um a dois dias de duração, entre artistas e técnicos cênicos estrangeiros e brasileiros, a fim de que se possa discutir problemas e questões relativos ao fazer teatral em diferentes contextos culturais;

 

4 – Intercâmbio artístico Serão promovidos residências e/ou workshops práticos de criação entre artistas internacionais e artistas brasileiros para a realização de experimentos cênicos sem a obrigatoriedade de um resultado acabado ou final. Ainda que tais atividades estejam previstas para ocorrer em período anterior à Mostra, as aberturas públicas dos processos delas decorrentes ocorrerão durante a própria #MITsp. Os quatro eixos estruturais acima expostos compõem o corpo da Mostra e estabelecem um diálogo inequívoco entre si. Todas as atividades deles decorrentes acontecerão durante a #MITsp, sempre em caráter público e gratuito.

Programação da 1ª edição #MITsp – 2014

  • “Sobre o conceito de rosto no filho de Deus” – Romeo Castellucci Socìetas Raffaello Sanzio

(Itália)

  • “Cineastas” Mariano Pensotti

(Argentina)

  • “Gólgota Picnic” – Rodrigo García – La Carnicería Teatro

(Espanha)

  • “Hamlet” Oskaras Koršunovas – OKT;

(Lituânia)

  • “Ali” e “Nós Somos Semelhantes a esses Sapos…” MPTA

Les Mains, les Pieds et la Tête Aussi (França)

  • “Ubu e a Comissão da Verdade” – William Kentridge

Handspring Puppet Company (África do Sul)

  • “Eu Não Sou Bonita” – Angélica Liddell Atra Bilis Teatro

(Espanha)

  • “Anti-Prometheus” – Sahika Tekand Studio Oyuncuları

(Turquia)

Empresas e instituições parceiras:

Apresentação Ministério da Cultura Banco Itaú Unibanco   Patrocinadores Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp Vivo/Telefônica   Parceria Institucional  Itaú Cultural   Correalizadores Secretaria Estadual de Cultura – Governo do Estado de São Paulo Secretaria Municipal de Cultura – Prefeitura Municipal de São Paulo Centro Internacional de Teatro Ecum – CIT Ecum   Realização ECUM Central de Produção   Apoio cultural Auditório Ibirapuera, Centro Cultural São Paulo, Teatros Sérgio Cardoso, João Caetano, São Pedro e Cacilda Becker   Leis de Incentivo à Cultura Lei Federal de Incentivo à Cultura Lei Estadual de Incentivo à Cultura

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado