Razões Inversas celebra 21 anos apresentando seu repertório

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"Agreste" - Cia. Razões Inversas

SÃO PAULO – Uma das mais premiadas companhias teatrais do Brasil, a Cia. Razões Inversas, criada pelo diretor Marcio Aurelio e pelo ator Paulo Marcello, celebra seus 21 anos, ou seja, sua maioridade, apresentando quatro espetáculos de seu repertório que marcaram a trajetória da companhia. A partir de 07 de janeiro, o Espaço Parlapatões receberá as montagens A Bilha Quebrada, Agreste, A Ilusão Cômica e Anatomia Frozen. Os espetáculos serão apresentados até o dia 24 de março, com sessões sempre de terça a domingo.

Mostra

No mês de janeiro, o palco dos Parlapatões receberá os espetáculos durante a semana da seguinte maneira: Agreste, terças e quartas (21h); A Ilusão Cômica, quintas e sextas (21h) e aos sábados (21h) e domingos (20h), A Bilha Quebrada. Já Anatomia Frozen será apresentada aos sábados, à meia-noite.

Marcio Aurelio (centro) e elenco "A Ilusão Cômica" foto Denise Braga.

A partir de fevereiro, até o final da mostra, haverá uma mudança na grade: Agreste e A Bilha Quebrada passam a ter uma única sessão por semana, terças e quartas, respectivamente, e A Ilusão Cômica será às quintas e sextas (21h). Nesse mesmo período, a mostra da Razões Inversas divide espaço com os espetáculos dos Parlapatões aos finais de semana, mantendo Anatomia Frozen à meia-noite.

PROGRAMAÇÃO

A BILHA QUEBRADA

Foi o espetáculo que projetou a companhia na cena teatral de São Paulo, em 1993, recebendo três indicações para o Prêmio Shell , uma indicação para o prêmio Mambembe e duas outras para o APETESP.

FICHA TÉCNICA

Texto: Heinrich von Kleist

Tradução e Adaptação: Companhia Razões Inversas

Direção: Marcio Aurelio

Assistente de Direção: Ligia Pereira

Cenário, figurinos e iluminação: Marcio Aurelio

Elenco: Joca Andreazza, Paulo Marcello, Lavínia Pannunzio, Washington Gonzales, Maria Stella Tobar, Júlio Machado, Gonzaga Pedrosa, Regina França e Renata Araújo.

Técnico de som e luz: André Lemes

Direção de produção: Companhia Razões Inversas

Produção executiva: Renata Araújo

"A Bilha Quebrada""

A ILUSÃO CÔMICA

Com esse espetáculo, que estreou em agosto de 2011, a companhia presta uma homenagem ao teatro. Ilusão Cômica é um clássico do francês Pierre Corneille (1606 a 1684) encenado pela primeira vez no Brasil pela Razões Inversas em 2011.

O espetáculo transita pelos diferentes gêneros como comédia, drama e tragédia, revelando o jogo de metalinguagem proposto por Corneille. Na encenação, a tradutora e dramaturga Valderez Cardoso Gomes, manteve a beleza poética do texto original, mas buscando, ao mesmo tempo, torná-lo dinâmico, por meio de sua adaptação a uma linguagem contemporânea.

FICHA TÉCNICA

Direção: Marcio Aurelio

Tradução e adaptação: Valderez Cardoso Gomes

Elenco: Paulo Marcello, Joca Andreazza, Lavínia Pannunzio, Maria Stella Tobar, Julio Machado, Gonzaga Pedrosa e Clóvis Gonçalves.

Cenários: André Cortez

Figurinos: Marcio Aurélio, André Cortez e Lígia Pereira

Iluminação: Marcio Aurelio

Trilha sonora: Daniel Maia

Direção de produção: Companhia Razões Inversas

Produção Executiva: Renata Araujo

"Anatomia Frozen"

ANATOMIA FROZEN

A montagem de 2009 ganhou os seguintes prêmios: Melhor Diretor pela APCA, Prêmio CPT de Melhor Elenco e o Prêmio Myriam Muniz de Teatro. Anatomia Frozen apresenta três narrativas que se entrelaçam: uma psiquiatra americana que escreve uma tese sobre assassinatos em série, um pedófilo e assassino em série condenado à prisão perpétua na Inglaterra e a mãe de uma de suas vítimas, a garotinha Nina que desapareceu aos dez anos de idade.

FICHA TÉCNICA

Texto: Bryony Lavery.Encenação: Marcio Aurélio.Elenco: Joca Andreazza e Paulo Marcello.Tradução: Rachel Ripani.Adaptação: Cia. Razões Inversas

Assistente de direção: Lígia Pereira

Iluminação, Cenário e Trilha Sonora: Marcio Aurélio.Voz Dr. David: Odilon Wagner.Projeto Gráfico: Pedro Penafiel.Fotos: Tati Cardoso.Consultoria de Psiquiatria: Drª Paula Orsi. Produção Executiva: Renata Araújo

AGRESTE

Eleito Melhor Espetáculo e Melhor Texto pela APCA e Prêmio Shell de Melhor Autor em 2004, Agreste, escrita por Newton Moreno, também foi considerada por críticos da revista Bravo! como o terceiro melhor espetáculo encenado no Brasil, na primeira década do século 21. A revista Cult citou a montagem como um dos destaques do teatro da última década.

FICHA TÉCNICA

Encenação e direção de arte: Marcio Aurélio

Texto: Newton Moreno

Elenco: Paulo Marcello e Joca Andreazza

Preparação corporal: Lu Favoreto e Marina Caron

Programação visual: Paulo Marcello

Direção de produção: Companhia Razões Inversas

Produção executiva: Renata Araújo

SERVIÇO – MOSTRA DE REPERTÓRIO CIA RAZÕES INVERSAS

De 7 de janeiro a 24 de março

Programação em janeiro

A Bilha Quebrada: dias 07, 08, 14, 15, 21 e 22 de janeiro. Sábados às 21h. Domingos às 20h

Agreste: Dias 10, 11, 17, 18, 24, 25 e 31 de janeiro. Terças e quartas, às 21h

A Ilusão Cômica: Dias 12, 13, 19, 20, 26 e 27 de janeiro. Quintas e sextas, às 21h

Anatomia Frozen: Dias 14, 21 e 28 de janeiro. Sábados, às 0h

Espaço Parlapatões

Teatro: 96 lugares

Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada)

Promoção: Desconto de 50% na compra ingressos para os quatro espetáculos de uma única vez na bilheteria do Espaço Parlapatões. Válido somente para inteira.

Classificação:

A Bilha Quebrada e A Ilusão Cômica: 12 anos

Agreste e Anatomia Frozen: 16 anos

Duração:

A Bilha Quebrada e A Ilusão Cômica: 90 minutos

Agreste: 60 minutos

Anatomia Frozen: 75 minutos

Endereço:

Praça Franklin Roosevelt, 158

Centro – São Paulo

Informações:

(11)3258-4449

espacoparlapatoes.@uol.com.br

www.espacoparlapatoes.com.br

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.