RESENHA: ELIETE CIGAARINI REVISITA CLÁSSICO DE SHAKESPEARE

Maurício Mellone * (redacao@aplausobrasil.com)

Romeu Julieta 3SÃO PAULO – A atriz Eliete Cigaarini dirige a recém-criada Cia ShakeCena no clássico de William Shakespeare, 15 cenas de Romeu e Julieta, com as cenas principais do casal romântico. A montagem traz duas versões com o mesmo elenco.

No ano que marca os 400 anos de morte do dramaturgo britânico William Shakespeare, a atriz Eliete Cigaarini criou um workshop sobre uma de suas mais célebres peças, que resultou no espetáculo 15 cenas de Romeu e Julieta, encenado pela recém-criada Cia ShakeCena. Além de centrar o espetáculo nas principais cenas do casal mais romântico da história da dramaturgia mundial, a diretora (que também assina a tradução e concepção do espetáculo) optou por duas versões deste clássico.

Romeu Julieta 2Como a montagem é itinerante — o público acompanha os atores pelos diversos espaços do teatro —, a primeira apresentação é à tarde, aproveitando a luz solar e voltada aos jovens; a segunda, à noite, é dirigida ao público adulto e contém mais sensualidade nas cenas entre o jovem da família Montecchio e a romântica filha dos Capuleto.

Um dos diferenciais da montagem é justamente aproveitar a dimensão do Teatro Garagem: a famosa cena do balcão em que os jovens declaram estar apaixonados acontece na rua, com Romeu ao lado dos espectadores e Julieta na sacada do teatro. O público em seguida é convidado a entrar e as cenas em que o casal combina de se casar na sacristia da igreja de Frei Lourenço acontecem num belo jardim (as sessões noturnas têm iluminação de tochas, o que deixa tudo mais romântico e aconchegante). Já as cenas finais que culminam com a trágica morte do casal são apresentadas numa das salas do teatro.

Romeu Julieta 1Romeu e Julieta é uma história universal inspirada em outra anterior, Tristão e Isolda, lenda celta do século IX. Acredito que a trama de Shakespeare mantenha esse frescor junto ao público por ser uma história muito bem contada de um amor romântico com final trágico e também por abordar a influência de duas famílias inimigas entre si sobre o amor de seus filhos. Quem hoje não conhece alguma história de um romance que foi interrompido por interferência das famílias?”, indaga Eliete Cigaarini.

A Cia de Pesquisa Teatral ShakeCena é constituída de 10 jovens atores, que desejam continuar este trabalho de pesquisa de novas linguagens de interpretação e investigar outros autores, tanto nacionais como estrangeiros. As duas versões de 15 cenas de Romeu e Julieta são encenadas pelo mesmo elenco e os personagens centrais são interpretados por dois atores, que se intercalam nas cenas.

Destaque para Vinícius Franzolini, que vive Mercúcio, Cristian Nicolas (Frei Lourenço), Gabriela Mendes (Ama), Tiago De La Rosa e Suelen Gonçalves, como um dos casais centrais.

* Maurício Mellone publicou o texto no www.favodomellone.com.br – parceiro do Aplauso Brasil

 

Roteiro:
15 cenas de Romeu e Julieta. Texto: livre adaptação da obra de William Shakespeare. Tradução, direção e concepção: Eliete Cigaarini. Elenco: Jullia Palmeira, Ruan Pereira, Suelen Gonçalves, Tiago De La Rosa, Cristian Nicolas, José Pina, Gabriela Mendes, Bruno Mikulskas, Lucas Saporetti e Vinicius Franzolini. Figurinos: Lia Balieiro e Rozi Augusto. Iluminação: Cia. ShakeCena. Fotografia: Tiago De la Rosa. Designer: Naya Nakamura e Ítalo Mendes. Direção de produção: Gabriela Mendes. Realização: Cia. de Pesquisa Teatral ShakeCena
Serviço:
Teatro Garagem (50 lugares), Rua Silveira Rodrigues, 331, Vila Romana, tel.: 11 – 98682-3333. Horários: sábado às 16h e 21h e domingo às 16h e 19h. Ingresso: R$ 40,00 e R$ 20,00. Duração: 75 min. Classificação: sessão vespertina livre, noturna 12 anos. Temporada: até 27 de março.

 

 

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.