Resenha: montagem reverencia personagens femininas de Shakespeare 

São Paulo – Um projeto da bailarina e atriz Ana Guasque, o espetáculo Mulheres de Shakespeare faz uma reverência aos famosos personagens femininos da obra do dramaturgo britânico William Shakespeare (1564/1616). Com dramaturgia de Thelma Guedes e direção do inglês Luke Dixon, a trama reúne duas atrizes que chegam a um teatro e esperam pelo diretor que irá fazer uma seleção de elenco para seu próximo trabalho. A cidade está sob um forte temporal e só as duas é que conseguem chegar para o teste. Enquanto esperam, elas revivem algumas das mulheres da obra do bardo, como Julieta e sua ama, Ofélia, Gertrudes, Lady MacBeth, Cleópatra, além de refletirem sobre suas experiências como mulheres hoje. Com Ana Guasque e Suzy Rêgo.

Com uso de metalinguagem — teatro se referindo ao próprio teatro —, a peça começa com a chegada da primeira atriz, interpretada por Ana. Como não encontra ninguém, sobe ao palco e resolve se exercitar; ao se deparar com uma arara recheada de figurinos, pega um vestido e interpreta um trecho da romântica Julieta. Ao ouvir barulho, ela se esconde e quem entra é a outra atriz, vivida por Suzy, que está irritada por causa da chuva. Ela também estranha a ausência do diretor e do restante do elenco e é surpreendida pela jovem atriz que já havia chegado. Há um estranhamento inicial entre elas, mas a segunda atriz entra na brincadeira da outra e elas refazem uma cena de Julieta e sua ama. Entre uma performance e outra sobre as mulheres criadas pelo grande dramaturgo, as duas atrizes começam a refletir sobre suas próprias experiências de vida no mundo de hoje, em comparação com as personagens criadas há tanto tempo.

“Shakespeare deu voz às mulheres em uma época em que elas sequer podiam interpretar as personagens femininas escritas por ele. Este projeto surgiu da necessidade de, por meio destas personagens, ouvir e dar espaço às mulheres de ontem e de hoje. A dramaturgia da Thelma proporciona esta conexão com primor e a direção de Luke Dixon nos trouxe o entendimento de que Shakespeare enquanto escrevia também estava criando a língua inglesa e sua obra perpassa os séculos. Nós aprendemos com estas mulheres, que se renovam de geração em geração”, afirma Ana Guasque.

 

A montagem proporciona, além de breves encontros com personagens clássicos de Shakespeare, um olhar sobre a realidade da mulher de hoje. As duas atrizes ao interpretarem mulheres tão fortes, passam a questionar suas posturas diante da vida e temas de seu cotidiano, como o amor, o envelhecimento, a solidão. Destaque para a sintonia em cena de Ana e Suzy.

 Roteiro:
Mulheres de Shakespeare. Texto: Thelma Guedes. Direcão: Luke Dixon. Elenco: Ana Guasque e Suzy Rêgo. Assistente de direção: Kyra Piscitelli. Direção musical: Sérvulo Augusto. Cenografia: Augusto Vieira. Figurino: Silvana Carvalho. Fotografia: Ary Brandi. Idealização e realização: Ana Guasque Artes & Entretenimentos.
Serviço:
Teatro Novo (481 lugares), Rua Domingos de Moraes, 348, tel. 11 3542-4680. Horários: sexta e sábado às 21h e domingo às 19h. Ingressos: sexta R$40 e R$20;  sábado e domingo R$60 e R$ 30. Classificação: 12 anos. Duração: 70 min. Temporada: até 5 de maio.

* Maurício Mellone publicou o texto no 
www.favodomellone.com.br – parceiro do Aplauso Brasil

 

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado