Ritual que celebra a vida: o Butô da Sankai Juku

Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Tobari" o butô da Sankai Juku

Em apenas três apresentações – terça (14), quarta (15) e quinta-feira (16) –, a companhia japonesa Sankai Juku apresenta o espetáculo Tobari – Como Num Fluxo Inesgotável, inédito no Brasil como a segunda companhia a estrear na Temporada de Dança do Teatro Alfa 2010 (CLIQUE AQUI para saber mais da Temporada de Dança do Teatro Alfa 2010).

Tobari – Como num Fluxo Inesgotável tem coreografia de Amagatsu  para oito bailarinos, música de Takashi Kako, Yas-Kas e Yochiro Yoshikawa, e teve sua estreía mundial em 2008 no Théâtre de La Ville, em Paris. Os oito bailarinos em cena são: Ushio Amagatsu, Semimaru, Sho Takeuchi, Akihito Ichihara, Ichiro Hasegawa, Dai Matsuoka, Nobuyoshi Asai e Norihito Ishi.

Apenas dias 14, 15 e 16 de setembro

Os espetáculos da companhia Sankai Juku podem ser vistos como rituais contemporâneos de celebração do ciclo da vida em seu paciente e infinito renascer. Integrante da segunda geração do movimento butô, a “dança das trevas” nascida no Japão do final dos anos 1950, o bailarino e coreógrafo Ushio Amagatsu fundou a companhia em 1975 para fazer emergir uma arte que busca o equilíbrio entre corpo e consciência, nas vertiginosas dimensões do espaço e do tempo.

Temporada de Dança 2010 do Teatro Alfa terá ainda: Cia. Sociedade Masculina, que estréia duas novas coreografias de Anderson Braz e Anselmo Zolla, em duas apresentações, 21 e 22 de setembro; Cloud Gate Dance Theatre, quatro apresentações da coreografia Whisper of Flowers, inédita no Brasil, de 2 a 5 de outubro; Ballet du Grand Théâtre de Genève, duas apresentações das recentes coreografias BlackbirdDov’è la Lune eLoin, em 23 e 24 de outubro; Quasar Cia. de Dança, que estréia nova coreografia de Henrique Rodovalho, em duas apresentações, 6 e 7 de novembro.

TOBARI é um pedaço de tecido que separa um espaço em duas partes. Poeticamente a palavra é também empregada para evocar a passagem do dia para a noite.

A coreografia se divide em sete quadros: Vindo de um nada sem limites; Uma sombra em um sonho; – Refletirem-se uns nos outros; Sonho de futuro vertical; Azul-noite; Num fluxo inesgotável; Rumo a um nada sem limites.

Ficha Técnica

Estreia Mundial em 2008 – Théâtre de La Ville (Paris)

Direção, Coreografia e concepção – Ushio Amagatsu

Música composta por Takashi Kako, Yas-Kas, Yochiro Yoshikawa

Direção técnica: Kazuhiko Nakahara / Iluminador: Genta Iwamura / Chefe de Palco: Tsubasa Yamashita / Sonoplasta: Akira Aikawa / Co-Produção: Théâtre de la Ville Paris, France / Kitakyushu Performing Arts Center, Fukuoka Pref. Japon / Sankai Juku, Tokyo, Japon /

Para a realização da turnê brasileira, o Sankai Juku recebe subvenção  da ACA (Agency for Cultural Affairs), governo do Japão 2010. A companhia conta com o apoio de Shiseido.

SANKAI JUKU no TEATRO ALFA – SERVIÇO

local: Teatro Alfa (R. Bento Branco de Andrade Filho, 722 – tel. 5693.4000)

datas: 14 a 16 de setembro, de terça a quinta-feira, sempre às 21h

Preços: Setor I = R$ 120,00 – Setor II = R$ 100,00 – Setor III e IV = R$ 30,00

Lotação: 1110 lugares

Duração: 1h25 (sem intervalo)

Classificação etária: 12 anos

Estacionamento: Valet c/ manobrista = R$ 25,00 – Self = R$ 18,00

Como Comprar:

Por Telefone: 5693-4000 e 0300-789-3377 (Serviço exclusivo do Teatro Alfa)
Venda efetuada com cartões de crédito (Amex, Visa, MasterCard e Diners Club), de segunda à sábado das 11h às 19h e domingos das 11h às 17h. Em dias de eventos até 1 (uma) hora antes do início dos mesmos. Os ingressos poderão ser retirados no próprio teatro no dia do espetáculo.

Ingresso Rápido – 4003.1212 – www.ingressorapido.com.br

Pessoalmente – Bilheteria do Teatro Alfa:

Venda efetuada com cartões de crédito (Amex, Visa, MasterCard, Diners Club), cartões de débito (Visa Electron e Redeshop) ou dinheiro, de segunda à sábado das 11h às 19h e domingos das 11h às 18h. Em dias de eventos até o início dos mesmos.

Site: www.teatroalfa.com.br

Assista a um trecho de Tobari

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*