ROBERTO LAGE REVELA A FACE TEATRAL DE MILAN KUNDERA

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com)

JACQUES E SEU AMOSÃO PAULO – Clássico autor da literatura erótica, o tcheco Milan Kundera se aventurou na dramaturgia com Jacques e Seu Amo, cuja montagem brasileira inaugural ganha encenação de Roberto Lage. Com Hugo Possolo, Renata Zhaneta, Edgar Busntamante, entre outros, o espetáculo estreia sexta-feira (9), 19h30, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo.

Baseado em Jacques, Le Fataliste, de Denis Diderot, considerado por Kundera como um romance de composição desafiadora, Jacques e Seu Amo narra a história de Jacques (Hugo Possolo) que acompanha seu Amo (Edgar Bustamante) em uma viagem, cumprida a pé. Enquanto rumam para um misterioso destino vão rememorando suas aventuras e tragédias amorosas como quando Jacques perdeu a virgindade ou sobre a traição da esposa ao amo.

“Talvez esta seja a mais revolucionária das obras do autor. O Jaques de Kundera quebra as regras da sociedade em que se passa a ação, onde as pessoas não tinham a possibilidade de alterar seu status social. Em tempos modernos é delicioso trabalhar com um texto politicamente incorreto, um texto humanamente e naturalmente incorreto”, comenta o diretor que tomou conhecimento da peça, escrita em 1971, nos anos 1980 e, desde então, alimentava o desejo de montá-la. “Gosto muito da sua dramaturgia, da reflexão sobre o comportamento hipócrita do homem na sociedade”, completa.

Além de Hugo Possolo, Edgar Bustamante e Renata Zhaneta, completa o elenco os atores Ando Camargo, Greta Antoine, Angelo Brandini e Felipe Ramos.

Ficha técnica

Espetáculo: Jacques e Seu Amo

Texto: Milan Kundera

Tradução: Aline Meyer

Direção: Roberto Lage

Assistência de direção: Juliana Garavatti

Elenco: Hugo Possolo (Jacques), Edgar Bustamante (Amo), Renata Zhaneta (Taberneira / Marquesa), Ando Camargo (Saint-Ouen / Bigre Pai), Greta Antoine (Justine / Filha), Angelo Brandini (Bigre Filho / Comissário) e Felipe Ramos (Marquês).

Figurinos: Fabio Namatame

Cenografia e adereços: Kleber Montanheiro

Iluminação: Wagner Freire

Trilha sonora: Dr Morris

Fotos: João Caldas

Projeto gráfico: Heron Medeiros

Vídeos: J. P. Rezek e Graziela Barduco

Direção de produção: Maurício Inafre

Produtor executivo: Regilson Feliciano

Assistência de produção: Jô Nascimento

Assessoria de imprensa: Eliane Verbena

Serviço

Temporada: 9 de outubro a 13 de dezembro

Centro Cultural Banco do Brasil

Rua Álvares Penteado, 112. Centro/SP. Tel: (11) 3113.3651/52 – Metrô Sé e São Bento

Horários: quinta a sábado (às 20h) e domingo (19h)

Ingressos: R$ 10,00 (meia R$ 5,00) – Bilheteria: das 9 às 21h, de quarta a segunda.

Gênero: Comédia clássica. Duração: 90 min. Classificação: 14 anos

Capacidade: 130 lugares. Ar condicionado. Loja. Café Cafezal.

Acesso e facilidades p/ pessoas com deficiência física.

Ingresso pela Internet: www.ingressorapido.com.br

Estacionamento conveniado: Estapar (R. Santo Amaro, 272. Bela Vista) – R$ 15,00 pelo período de 5h (necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB).Transporte gratuito até as proximidades do CCBB: embarque e desembarque na R. Santo Amaro, 272, e na R. da Quitanda, próximo ao CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*