Roberto Zucco em cena panorâmica

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Peça de Koltès retrata últimos dias de Zucco

Que Rodolfo Garcia Vázques está entre os melhores encenadores brasileiros não há quem duvide. Mas, desta vez, ele consegue surpreender mesmo o público assíduo de suas montagens. Coloca em cena o texto de Bernard-Marie Koltès, Roberto Zucco, sobre o criminoso Roberto Zucco (que esteve em cartaz há alguns anos, dirigido por Beatriz Azevedo, com tradução de Fernando Peixoto).

Só que desta vez foi adaptado com brilho pelo próprio diretor, que não contente com isso, faz dos Satyros, um teatro inusitado: As cenas transcorrem ao redor de toda a sala sucessivamente, dando ao espectador a sensação de que se encontra rodeado pela violência, como está na vida real atualmente, mesmo que nem sempre esteja consciente.

Como a platéia de lá é composta por duas grandes arquibancadas, parte do elenco de dezenove atores as empurra para que se possa acompanhar o que está em cena na frente, dos lados ou atrás. É surpreendente! Imperdível!

Além do elenco formado na sua maioria por atores com pouca experiência teatral e que, mesmo assim dá conta do recado, há alguns vídeos que compõem várias cenas, de muito bom gosto e adequação, assinados por Luciana Ramim. Uma excelente trilha sonora do agora super experiente também musical Ivam Cabral, mais a luz eficiente como sempre do próprio Rodolfo.

Valem destaque ainda os figurinos de Lori Ann Vargas e a cenografia de Marcelo Maffei e a maquiagem e adereços não mencionados na ficha técnica.

Não deixem de ver, é inesquecível.

Roberto Zucco – Espaço dos Satyros Um. Praça Franklin Roosevelt, 214, telefone 3258-6345. 6ª e sáb., 21h30; dom., 18h30. R$ 30. Até dezembro.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*