Sai a lista final de indicados ao Prêmio Shell de Teatro do RJ

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Rafael Primot concorre na categoria Melhor Ator

RIO DE JANEIRO – É curioso que a lista de indicados ao Prêmio Shell de Teatro da cidade maravilhosa saia sempre primeiro que a de São Paulo e, também, me parece que o júri carioca é mais aberto a indicar espetáculos musicais, já os paulistanos indicaram um ator que brilhou em cena na pele de personagens cômicos, Marcelo Médici em O Mistério de Irma Vap. Mais uma vez adiantado o júri carioca do Prêmio Shell anunciou hoje a lista dos indicados pelo segundo  semestre de 2011 – de julho a dezembro. Os indicados nesta segunda etapa concorrerão com os escolhidos no primeiro semestre, compondo a lista de finalistas da edição.

A Homenagem Especial desta edição é dedicada à atriz Barbara Heliodora pelo exercício da crítica teatral ao longo dos últimos 54 anos.

Nesta edição, o júri do Rio de Janeiro foi formado por Fabiana Valor (atriz e bailarina), Helena Varvaki (atriz e professora), João Madeira (diretor do grupo AfroReggae), Macksen Luiz (crítico teatral) e Sérgio Fonta (dramaturgo, diretor e ator).

Confira a lista completa de indicados ao 24º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro:

Autor:

(2º semestre)

·         Eduardo Bakr por “4 Faces do Amor”

·         Rodrigo Nogueira por “Obituário Ideal”

(1º semestre)

·         Felipe Rocha por “Ninguém Falou Que Seria Fácil”

·         Pedro Brício por “Me Salve, Musical”

Direção:

(2º semestre)

·         Christiane Jatahy por “Julia”

·         Inez Viana por “Amor Confesso”

·         José Wilker por “Palácio do Fim”

(1º semestre)

·         Daniel Herz por “Adultério”

·         Gabriel Villela por “Crônica da Casa Assassinada”

Ator:

(2º semestre)

·         Gracindo Junior por “Judy Garland – O fim do arco-íris”

·         Rafael Primot por “Inverno da Luz Vermelha”

(1º semestre)

·         Charles Fricks por “O Filho Eterno”

·         Gilberto Gawronski por “Ato de Comunhão”

·         José Mayer por “Um Violinista no Telhado”

Atriz:

Vera Holtz

(2º semestre)

·         Claudia Netto por “Judy Garland – O fim do arco-íris”

·         Dani Barros por “Estamira – Beira do Mundo”

·         Vera Holtz por “Palácio do Fim”

(1º semestre)

·         Debora Olivieri por “Rosa”

·         Letícia Isnard por “A estupidez”

Cenário:

(2º semestre)

·         Daniela Thomas por “Inverno da Luz Vermelha”

·         Marcelo Lipiani por “Julia”

(1º semestre)

·         Fernando Mello da Costa por “Um Coração: Fraco”

·         Marcelo Lipiani e Lídia Kosovski por “Cozinha e Dependências – Um dia como os outros”

·         Márcio Vinícius por “Crônica da Casa Assassinada”

Figurino:

(2º semestre)

·         Beth Filipecki e Renaldo Machado por “Palácio do Fim”

·         Marcelo Pies por “Judy Garland – O fim do arco-íris”

(1º semestre)

·         Flavio Graff por “Outside: um musical noir”

·         Gabriel Villela por “Crônica da Casa Assassinada”

Iluminação:

(2º semestre)

·         Fernanda Mantovani por “Breve Encontro”

·         Maneco Quinderé por “Palácio do Fim”

(1º semestre)

·         Aurélio de Simoni por “O Filho Eterno”

·         Domingos Quintiliano por “Crônica da Casa Assassinada”

Música:

(2º semestre)

·         Liliane Secco por “4 Faces do Amor”

·         Warley Goulart por “Não Me Diga Adeus”

(1º semestre)

·         André Aquino e João Bittencourt por “R&J de Shakespeare, juventude interrompida”

·         Marcelo Castro por “Um Violinista no Telhado”

Categoria especial:

(2º semestre)

·         Christiane Jatahy pela adaptação do clássico “Senhorita Julia”, de Strindberg, para o espetáculo “Julia”

·         Teatro Tablado pelos 60 anos de atividade

(1º semestre)

·         Marcia Rubin pela direção de movimento dos espetáculos “Escola do Escândalo”, “O Filho Eterno”, “A Lua Vem da Ásia” e “Outside: um musical noir”.

·         Teatro do Pequeno Gesto pela publicação da revista Folhetim dedicada a Nelson Rodrigues e sua manutenção ao longo de 13 anos.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.