Saiba em primeira mão os vencedores do Prêmio APCA de Teatro 2010

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"Doze Homens e Uma Sentença", eleito o Melhor Espetáculo de Teatro de 2010 pela APCA

A noite da última segunda-feira reuniu críticos da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de diferentes áreas artísticas para a escolha dos artistas premiados por seus respectivos trabalhos realizados em 2010. Como faço parte dos votantes da área Teatro, divulgo em primeira mão a lista dos vencedores do prêmio.

Como podemos escolher os vencedores em apenas sete categorias, as discussões sobre quem deveria receber o APCA de Teatro se estenderam por mais de duas horas. A chuva torrencial que caiu pela cidade de São Paulo fez com que figuras sempre presentes nas votações como Paschoal XVIII, Celso Curi e Edgar Olímpio de Souza não estivessem presentes à mesa de votantes, esta composta por Afonso Gentil, Erika Riedel, Evaristo Martins de Azevedo, Jefferson Del Rios, Luiz Fernando Ramos, Maria Lúcia Candeias, Mauro Fernando Mello, Michel Fernandes e Vinício Angelici.

Danilo Grangheia, eleito o Melhor Ator de Teatro de 2010 pela APCA

Os vencedores são decididos por votações que propõem discussões pertinentes em por que e em quem votar, entretanto a escolha do vencedor do Grande Prêmio da Crítica teve decisão unânime: Antunes Filho, por sua inestimável (e indiscutível) contribuição ao Teatro Brasileiro.

O Prêmio Especial da Crítica ficou para a Realização do Projeto de encenação de “O Idiota”, a partir do romance de Dostoievski, projeto que reuniu em cena ficha técnica que reunia artistas dos grupos Companhia Mundana, Oficina Uzyna Uzona, Cia. Livre de Teatro, Teatro da Vertigem e Cia. da Mentira.

O diretor Rodolfo García Vázquez, foi escolhido como Melhor Diretor pelo trabalho realizado em “Roberto Zucco”. O prêmio de Melhor Ator ficou para Danilo Grangheia, por “Êxod’os – O Eclipse da Terra”, e o de Melhor Atriz para Bel Kowarick, de “Dueto Para Um”. Como Melhor Autor venceu Samir Yazbek com seu texto “As Folhas do Cedro”.

Por seu conjunto, “Doze Homens e Uma Sentença”, de Reginald Rose, dirigido por Eduardo Tolentino de Araújo, levou o prêmio APCA de Melhor Espetáculo de 2010.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*