Sangue Seco re-estreia no Studio 184

Adriano Oliveira, especial para o Aplauso Brasil     (Adriano@aplausobrasil.com)

Léia Rapozo protagoniza peça dirigida por Everson Basili

SÃO PAULO – O espetáculo Sague Seco, da Companhia Monalisa de Teatro, re-estreia hoje no Studio 184. A peça é faz um recorte sobre a história social das mulheres. A direção é de Everson Basili, que também assina a cenografia e figurino.

O texto narra a história de uma mulher fascinada pela figura da Noiva e que, durante anos, assistiu a casamentos de desconhecidos. No decorrer da narrativa a trilha sonora, tocada ao vivo, ajuda a acentuar as intenções apresentadas nas cenas.

O destaque fica para a exploração de sentimentos como esperança e solidão, dor e superação, desejo e frustração, amor e medo, através da figura da Noiva.

Escrito escrita por Neusa Steiner e interpretado por Léia Rapozo, Sangue Seco parte de uma pesquisa da Cia. Monalisa sobre o universo feminino.

“Através de uma delicada trama entre memória, realidade e imaginação, a personagem se vê frente às questões que envolvem a identidade das mulheres contemporâneas”, conta a atriz Léia Rapozo.

"Sangue Seco" - credito Everson Basili

Fundada em 2009, a Cia. Monalisa de Teatro nasceu de um grupo de estudos sobre dramaturgia. Interessada em investigar o Arquétipo Feminino e suas influências nas relações humanas.

Serviço:
SANGUE SECO – Re-estreia dia 18 de novembro de 2011, sexta-feira, às 20h30.

Duração: 50 minutos.

Recomendação: 12 anos.

Ingressos: R$ 24 (estudantes, maiores de 60 anos, professores de escolas públicas e particulares e classe teatral têm 50% de desconto.

Dias: 18 e 25 de novembro, às 20h30 e dias 02 e 07 de dezembro, às 20h30.
STUDIO 184 – Praça Roosevelt, 184.

Tel: 3259.6940.

Acesso para deficientes. Não possui estacionamento.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*