São Paulo Companhia de Dança estreia obras criadas no 1º Ateliê de Coreógrafos Brasileiros

Redação do Aplauso Brasil (redação@aplausobrasil.com.br)

Bruno Veloso e Pamela Valim em ensaio de “Mamihlapinatapai” – Foto Arnaldo JG Torres

SÃO PAULO- As apresentações, a preços populres, serão no Teatro GEO, com sessões quarta e quinta ( 12 e 13 de dezembro), às 21h. O espetáculo traz quatro coreografias: Pormenores, de Alex Neoral; Azougue, de Rui Moreira; Mamihlapinatapai, de Jomar Mesquita e Bachiana nº 1, de Rodrigo Pederneiras.

O projeto, que tem como objetivo fomentar a criação, promove o intercâmbio entre a Companhia e profissionais que estão em evidência na área da dança.

Segundo a diretora artística da São Paulo Companhia de Dança, Inês Bogéa, O Ateliê de Coreógrafos Brasileiros reafirma a proposta da SPCD em trabalhar com coreógrafos brasileiros com propostas diferenciadas de criação:

¨ Propõe experimentações de novos olhares e gestos, para que a Companhia seja ainda mais plural”, fala a diretora.

Pormenores, de Alex Neoral, tem movimentos baseados no Andante da Sonata nº2 para violino solo e Sarabande da Partita nº1 para violino solo, de Johan Sebastian Bach

Rui Moreira, responsável pela coreografia de Azougue, coloca em cena a cultura afro-brasileira e o som dos tambores.

Em Mamihlapinatapai (palavra da língua indígena yaghan, de uma tribo da Terra do Fogo), Jomar Mesquita criou o encontro de um homem e de uma mulher que esperam mudanças em suas vidas. Para isso, no entanto, eles precisam agir, mas ficam paralisados e nada acontece.

Acaoã de Castro em ensaio de “Azougue” – Foto Marcela Benvegnu

Bachiana nº1, de Rodrigo Pederneiras, é o único trabalho que já faz parte do repertório da São Paulo Companhia de Dança. A coreografia é apresentada ao som das Bachianas Brasileiras nº 1, de Heitor Villa-Lobos. Dividida em três movimentos, mostra a brasilidade, o romantismo e a paixão do nosso povo.

 FICHAS TÉCNICAS

1º Ateliê de Coreógrafos Brasileiros

PORMENORES (2012)

Coreografia: Alex Neoral

Música: Johan Sebastian Bach (1887-1959) (Andante da Sonata nº2 para violino solo e Sarabande da Partita nº1 para violino solo)

Figurino: André Vital

Iluminação: Binho Schaffer

Assistente de coreografia: Clarissa Rêgo

 

AZOUGUE (2012)

Coreografia: Rui Moreira

Músicas: Rui Moreira e Lobi Traoré

Assistente de coreografia: Bete Arenque

 

MAMIHLAPINATAPAI (2012)

Coreografia: Jomar Mesquita

Música: Marina de La Riva, composição de Silvio Rodrígues (Te Amaré Y Después); Rodrigo Leão (No Se Nada); e Cris Scabello (Tema final)

 

BACHIANA Nº1 (2012)

Coreografia: Rodrigo Pederneiras

Música: Bachianas Brasilerias nº1, de Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Execução: Violoncelistas da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) com participação especial de Antonio Meneses e regência de Roberto Minczuk (gravação selo BIS, 2003)

Iluminação: Gabriel Pederneiras

 

 

 

SOBRE A SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA

 

A São Paulo Companhia de Dança foi criada em janeiro de 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo e é dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, documentarista e escritora.

 

Entre as realizações da SPCD estão: asobras clássicas Theme and Variations, de George Balanchine e Dois a Dois (Grand Pas de Deux de Dom Quixote e de O Quebra-Nozes, de Marius Petipa e Lev Ivanov); também encena obras modernas como Gnawa, de Nacho Duato; Sechs Tanze, de Jirí Kylián; Bachiana nº1, de Rodrigo Pederneiras e In the Middle, Somewhat Elevated, de Willian Forsythe.

 

A SPCD, além de produzir espetáculos, realiza o: Registro e Memória da Dança, com a criação de documentários, livros, agendamentos de palestras e oficinas.

 

 

Serviço:

 

São Paulo Companhia de Dança | Teatro Geo (SP)

1º Ateliê de Coreógrafos Brasileiros

Pormenores, de Alex Neoral; Azougue, de Rui Moreira; Mamihlapinatapai, de Jomar Mesquita

Além de: Bachiana nº 1, de Rodrigo Pederneiras

Dias 12 e 13 de dezembro| quarta e quinta-feira, às 21h

Valor do ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada)

Ingressos à venda pelo site www.showcard.com.br

Teatro GEO

Lugares: 627

Duração: 80 minutos (com intervalo)

Censura: Livre

Rua Coropés, 88, Pinheiros (próximo ao metrô Faria Lima) – São Paulo

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*